Portugal
“Notável foi o apoio dos adeptos depois do resultado não conseguido com o Ajax”
2021-09-24 08:05:00
Miguel Braga destaca “comunhão” entre equipa e adeptos, mesmo nos maus momentos do Sporting

O diretor de Comunicação do Sporting, Miguel Braga, rejubila com a ligação entre a equipa de futebol e os adeptos, mesmo nos maus momentos, e sobretudo nos maus momentos. Num artigo de opinião que assina no site do clube, aquele responsável recorda a goleada sofrida pelos leões diante do Ajax, na Liga dos Campeões, e o modo que a família sportinguista reagiu.

“Notável foi o apoio dos sócios e adeptos depois do resultado não conseguido com o Ajax, no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões. Começaram logo depois do apito final e esse apoio transportou-se até ao Estoril, onde se fizeram ver e ouvir, dizendo ‘presente!’ à equipa”, escreve.

E depois do desalento da derrota nas competições europeias, o Sporting regressou aos bons resultados, diante do Estoril, impondo a primeira derrota aos canarinhos na I Liga, graças a um golo de Pedro Porro. E mais uma vez se assistiu a um momento de união, agora na alegria.

“O golo de Pedro Porro e a comunhão entre jogadores e adeptos nas celebrações é um daqueles momentos do desporto”, realça Miguel Braga, que destaca a importância da presença de público nos estádios.

“O futebol com público tem outro encanto. Ainda para mais quando o público é verde e branco”, sustenta, dando o mote para o próximo encontro dos campeões nacionais.

“Na próxima sexta-feira segue-se o Marítimo e seria bonito continuar a onda de apoio à equipa com o público a preencher as bancadas de Alvalade. Para um futuro que esperamos que esteja cada vez mais próximo, só podemos imaginar como ficará o nosso estádio com a lotação a 100 por cento. Esta sim, seria uma notícia notável”, sublinha.

Neste mesmo artigo, Miguel Braga dá destaque à conquista da Taça Continental de hóquei em patins: “Foi um feito notável porque a esta conquista devemos juntar outras duas – campeão Nacional e campeão europeu –, no espaço de quatro meses. O lema do clube aplica-se a toda uma estrutura que respira e trabalha sentindo o peso da instituição e a responsabilidade de exibir o leão ao peito”, aponta.