Portugal
"Nós já sabemos que a coreografia azul nunca facilita"
2022-10-21 09:50:00
"VAR cada vez mais tem uma incidência extremamente complicada no desfecho final", diz ex-dirigente leonino

O clássico do Estádio do Dragão entre FC Porto e Benfica será apitado por João Pinheiro e, nas últimas horas, têm circulado nas redes sociais vídeos de um dirigente com considerações privadas sobre o árbitro de Famalicão e a sua família, tendo já motivado a apresentação de uma queixa junto do Ministério Público por parte de Mauro Xavier, gestor e conhecido adepto encarnado, que entende que existem motivos para uma intervenção por parte das autoridades.

Carlos Barbosa da Cruz, advogado e antigo dirigente do Sporting, diz que não se revê neste tipo de futebol e admite que as autoridades podem atuar face a esta situação. Em todo o caso, acredita que João Pinheiro se possa apresentar de 'cabeça limpa' no Estádio do Dragão para o clássico entre azuis e encarnados.

Questionado se admite que João Pinheiro é um bom árbitro para dirigir o clássico, que o Sporting assistirá por fora entre os seus dois rivais, Carlos Barbosa da Cruz admitiu que sim. "Considero embora o Sporting tenha algumas razões de queixa", lembrou o antigo dirigente, justificando-se.

"Considero que é um árbitro, dentro daquilo que nós temos, aquele que melhores condições pode dar. Mas depois é o problema dos jogadores facilitarem ou não facilitarem. E nós já sabemos que a coreografia azul nunca facilita", apontou Carlos Barbosa da Cruz.

Em declarações no canal de televisão CMTV, o antigo dirigente do Sporting realçou ainda que o sistema de videoarbitragem poderá ter um papel essencial no jogo entre os rivais portistas e benfiquistas.

"E depois sabemos que o VAR cada vez mais tem uma incidência extremamente complicada no desfecho final", destacou Carlos Barbosa da Cruz.

O Sporting está distante quer de Benfica quer de FC Porto, mas não deixa de prestar toda a atenção ao clássico entre os seus dois rivais.

É que, em caso de vitória sobre o Casa Pia nesta jornada, acabará por reduzir distâncias para um, para outro ou mesmo para ambos os seus mais diretos adversários na I Liga, se der empate o clássico do Estádio do Dragão.

João Pinheiro será apoiado no reduto azul e branco por Bruno Jesus e Luciano Maia como assistentes, tendo também Tiago Martins como VAR na Cidade do Futebol e Luís Godinho na função de AVAR para este encontro. Já Rui Costa está nomeado pelo Conselho de Arbitragem para ser o quarto árbitro do clássico entre FC Porto e Benfica onde a liderança do campeonato está me disputa.