Portugal
"No Sporting não há agendas próprias, apenas uma vontade: que o Sporting vença"
Redação
2021-05-04 17:40:00
Frederico Varandas destaca as "medidas invisíveis" durante a receção dos campeões europeus de futsal na Câmara de Lisboa

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, pegou nas palavras do treinador da equipa de futsal, que ontem se sagrou campeã da Europa, para realçar a "união" em que vive agora o clube de Alvalade, dois anos e meio depois de começarem a ser introduzidas "medidas invisíveis para muitos".

"Pela primeira vez, é um alívio, é uma maravilha sentir que existe uma única voz, um único querer, não existem agendas próprias, mas uma única vontade: que o Sporting vença, qualquer que seja a modalidade", afirmou Varandas, ao falar na Câmara Municipal de Lisboa, esta tarde, onde a equipa de futsal foi recebida.

Lembrando os elogios à "união" da equipa de futsal feitos pelo "melhor treinador do mundo", Nuno Dias, o presidente do Sporting destacou as "medidas invisíveis" que estão a colocar o clube de Alvalade na rota dos títulos. "É a quarta vez que [a autarquia] nos recebe em menos de dois anos e meio. É muito bom sinal para o Sporting. Dessas quatro, duas são por causa deste grupo [futsal], Da última vez que estive aqui, disse que mais importantes do que os títulos em 2019 eram as medidas, invisíveis pra muitos, que estavam a ser feitas. Passados dois anos, estamos aqui novamente", realçou.

"Quando há fé, quando há muita paixão e coragem, os resultados vêm ao de cima", insistiu Varandas: "Se a primeira vez fica na história, tenho de confessar que este segundo título [na Liga dos Campeões de futsal] é, para mim, muito mais importante para o Sporting. É um titulo histórico que mostra que o ADN do Sporting compete com valores e também vence. Isto deve-se a este grupo, por acreditar".

"Há cerca de dois anos, lançámos o desafio de que o ADN do Sporting não pode ser só o futebol. A aposta na formação é a sustentabilidade do clube. Hoje vemos a equipa número um da Europa [no futsal] a ter nove jogadores formados no clube, com seis jogadores abaixo dos 22 anos de idade, com dois miúdos com idade de júnior. Com tudo isto, sagrarem-se campeões europeus não é só um orgulho, é uma admiração", reforçou Frederico Varandas.

"Segunda de manhã, o [capitão] João Matos disse-me que na terça me entregava a taça. A taça está aqui, é vossa. O mérito é vossa, a vitória é nossa, do Sporting Clube de Portugal", concluiu o presidente leonino.

No discurso anterior, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, fez questão de elogiar o que considerou um “feito único" do futsal do Sporting, o qual, lembrou, esteve nos últimos cinco anos em quatro finais da Liga dos Campeões Europeus, tendo conquistado duas nas últimas três épocas.

“Além disso, é uma equipa que não sofre uma derrota desde janeiro de 2020. É obra, é sinónimo de competência. Quero dar uma palavra especial ao treinador Nuno Dias, que orientou o Sporting à conquista de dois títulos europeus, cinco campeonatos, cinco Taças, cinco Supertaças, e três Taças da Liga. É obra”, disse Fernando Medina, que estendeu o elogio aos jogadores, que formam uma mescla de experiência e juventude oriunda da formação, à semelhança da equipa principal de futebol, e que constitui o ADN do clube.

Finalmente, Fernando Medina, que é adepto confesso do Benfica, revelou que Frederico Varandas lhe confidenciou a sua convicção de que o Sporting vai voltar a ser homenageado em breve na Câmara Municipal de Lisboa por outra grande vitória, numa alusão ao título nacional de futebol.