Portugal
"No final fomos felizes, é uma situação que nos tem faltado", diz Conceição
Redação
2021-02-22 21:35:00
Treinador do FC Porto considera justa a vitória sobre um Marítimo "muito competente"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, elogiou a qualidade defensiva do Marítimo para destacar a forma como os dragões lutaram até ao fim pelo triunfo, alcançado com um golo, de penálti, já nos descontos.

"O Marítimo fez um jogo muito competente a defender, estava muito bem nessa largura defensiva que procurava ter para bloquear o nosso jogo pelos corredores, no corredor central também sempre com muitos homens", começou por salientar o técnico, na entrevista rápida à SportTV.

O FC Porto abriu o marcador, mas logo de seguida permitiu o empate, num golo "algo caricato". "O Zaidu estava só e cedeu canto, fruto de alguma falta de comunicação, depois [da cobrança do canto] há uma segunda bola, falta de atenção de um ou outro elemento", analisou.

O golo "galvanizou a equipa adversária, que precisa de pontos e estava a sentir-se confortável no jogo, a defender quase em cima da grande área". "Cabia-me procurar soluções no banco. Estava a ver que não era tão necessário esse poder físico, mas sim arranjar espaços numa cabina telefónica, como se costuma dizer", continuou.

Sérgio Conceição frisou que o FC Porto tentou "tudo para ganhar o jogo", acabando por confirmar o triunfo já nos descontos. "No final fomos felizes, é uma situação que nos tem faltado. Hoje, numa bola completamente controlada, tranquila, sai um canto e nesse canto meio estranho sofremos o golo", reforçou o treinador do FC Porto.

Nesse ponto, o técnico elogiou o desempenho dos jogadores que entraram durante o encontro: "Tenho uma confiança enorme nos meus jogadores. Mesmo ficando numa situação desprotegida lá atrás, sabíamos que estes três pontos eram importantes, percebemos que a distância para o nosso rival que está à frente não pode alargar-se mais, temos de encurtá-la. Com este acreditar e esta vontade... Os jogadores que entraram – e não estou a falar do Francisco [Conceição] – o Marko [Grujic], que entra a dois minutos do fim com uma vontade enorme de saber que é importante segurar um resultado, o Toni [Martínez], que perde uma bola na frente e que faz um sprint de 20 ou 30 metros para a vir recuperar na linha defensiva... São sinais importantes do meu grupo de trabalho. Podemos não ganhar sempre, mas estamos mais perto da vitória".

Na próxima jornada, o FC Porto recebe o Sporting, que lidera com dez pontos de vantagem sobre os dragões. "Uma jornada importante para nós, vamos à procura daquilo que procuramos sempre, uma vitória", comentou Sérgio Conceição.

O treinador tinha aberto as declarações com uma palavra de solidariedade para com Alfredo Quintana, o andebolista do FC Porto que hoje sofreu uma paragem cardiorrespiratória: "Neste momento, todos somos poucos para rezar por ele e pedir a Deus para que tudo corra pelo melhor. Um abraço muito grande da família portista e do meu grupo para a família".