Portugal
"No Benfica sente-se que não há compromisso como no FC Porto", diz Toni
2021-01-06 10:30:00
Ex-treinador e jogador campeão na Luz analisa momento da equipa de Jesus

Figura emblemática do Benfica, campeão enquanto jogador e treinador na Luz, Toni confessa que os resultados dos encarnados o deixam desagradado e identifica os 'pecados' da equipa orientada por Jorge Jesus.

Toni do Benfica, como carinhosamente é conhecido entre os adeptos, não tem problemas em 'colocar o dedo na ferida' e diz que quando se olha para este Benfica "sente-se que não há compromisso como no FC Porto".

Para o ex-treinador encarnado, campeão como técnico em 1994, numa época em que todas as expectativas pendiam para os rivais, depois do célebre 'Verão Quente de 93', quando, por exemplo, o Benfica perdeu algumas das suas figuras para o Sporting, então liderado por Sousa Cintra, Toni diz que é preciso 'arrepiar' caminho para colocar a águia a voar para o título.

Tudo porque, até ao momento, Toni nota que "falta alma, intensidade, atitude, velocidade e agressividade" ao jogo da equipa benfiquista, que já falhou dois objetivos da temporada (apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões e conquista da Supertaça Cândido de Oliveira, perdida para o FC Porto).

Apesar dos milhões que a administração da SAD encarnada gastou na construção do plantel e na equipa técnica, a equipa vai cedendo terreno e Toni não tem dúvidas em salientar que o "plantel foi mal construido", acrescentando ainda que "não houve critério e rigor nas contratações".

O Benfica está a quatro pontos da liderança, que pertence ao Sporting, e vai realizando os seus jogos sem público, a reflexo do que acontece no campeonato português com outras equipas.

No entanto, em declarações ao jornal A Bola, Toni salienta que os benfiquistas nas bancadas estão a fazer falta para embalarem a equipa mas também para dela exigirem compromisso.

"Mais do que nunca os adeptos estão a fazer falta para apoiar e julgar", analisou Toni, mais uma voz dentro do universo encarnado a reagir ao momento que a equipa de Jorge Jesus atravessa.

De resto, nos últimos dias, têm sido várias as figuras ligadas ao Benfica (ao presente e ao passado) que tem dado eco do desagrado que reina entre os benfiquistas.

Uma dessas figuras foi António Simões, ex-campeão europeu de águia ao peito que compreende que os resultados do Benfica estão longe do que esperavam os benfiquistas mas afasta o cenário de crise e realça que ainda está tudo em aberto.

No entanto, a lenda encarnada sublinha que é necessário que outras figuras da estrutura se apresentem aos adeptos para prestar esclarecimentos, uma vez que até agora só vê Jesus "a dar a cara".

Tags: