Portugal
"Não tenho dúvidas do porquê de termos perdido estes pontos todos", diz Jesus
Redação
2021-04-25 14:30:00
Treinador do Benfica reforça "a certeza" que foi a covid-19 a retirar as águias da discussão pelo título

Os três empates do líder Sporting nas últimas quatro jornadas permitiram aos perseguidores recuperar alguma distância, mas a discussão do título parece entregue aos leões e ao FC Porto, segundo classificado. O Benfica, terceiro, fica a assistir de perto, depois de ter cedido pontos em janeiro e fevereiro. Para o treinador, não resta qualquer dúvida: foi a covid-19 que retirou as águias da luta pelo primeiro lugar do campeonato.

"Tenho a certeza que sim, mas não quero falar mais sobre isso. Não tenho dúvida de que estaríamos a disputar o título. Se não tivesse acontecido. Mas isso é um 'se', no futebol, não há muitos 'ses'. Isto não é como começa, mas como acaba. Sporting e FC Porto estão à nossa frente e o resultado em casa com o Gil Vicente tirou-nos alguma esperança de chegarmos mais perto do primeiro lugar. Mas não tenho dúvidas do porquê de termos perdido estes pontos todos", salientou Jorge Jesus, na antevisão da partida com o Santa Clara, amanhã, para a 29.ª jornada da I Liga.

A época está também marcada pela pouca utilização de três dos jogadores mais experientes do plantel. Desafiado a falar sobre o futuro de Samaris, André Almeida e Jardel, o técnico destacou a importância do trio ao nível da liderança. "Desses três, dois têm contrato na próxima época. O Jardel termina contrato, essa questão [de contar com eles] só se põe com um. Comigo, há jogadores que não podem ser muito titulares durante uma época, mas podem ser muito importantes para uma equipa. Esses três são muito importantes para o equilíbrio e liderança do grupo. Mas não houve nenhuma conversa sobre o futuro deles no Benfica", esclareceu.

O Benfica segue em terceiro lugar, a posição em que terminou o campeonato há 13 anos, que foi a última vez em que a equipa encarnada marcou mais golos fora de casa do que na Luz. "É uma estatística factual. Na prática, não encontramos o porquê de acontecer. Há sempre uma justificação e uma resposta para tentar perceber porquê. Nunca me debrucei sobre isso, mas agora digo que se calhar quando o Benfica joga fora as equipas têm outra perspetiva de poder ganhar e não jogam tão fechadas. Quando jogam na Luz, independentemente de ter adeptos ou não, trazem uma tática muito mais conservadora e fechada. Mas isso faz parte da estratégia de todos os treinadores, não estou a falar em sentido crítico. Se calhar, temos mais dificuldades em fazer golos em casa do que fora", comentou Jorge Jesus.

O treinador do Benfica abriu ainda a ‘porta’ à hipótese de lançar uma dupla de avançados titulares composta por Darwin Núñez e Seferovic. Questionado sobre as melhorias no entendimento entre os dois avançados nos últimos encontros, Jesus lembrou que o uruguaio tem sido prejudicado por uma tendinite, mas admitiu que a sua ideia para a equipa passa também passa pela utilização desses dois jogadores em conjunto.

“Não estou a dizer que vão jogar, como também não estou a dizer que não vão. Temos um treino amanhã [segunda-feira], que é um dos treinos que me tira muitas dúvidas, quando tenho alguma, em relação a lançar um ou outro jogador. Mas, pode acontecer amanhã [segunda-feira] aparecerem os dois no jogo, disso não tenho dúvida nenhuma”, assumiu Jesus, sublinhando que “é muito importante” dois avançados que fazem dupla “conhecerem-se muito bem” em relação à “forma de jogar e de pensar o jogo de cada um”, pelo que, com o evoluir da época, “é normal que isso esteja mais aprimorado e melhor”.

No entanto, não abriu o jogo na totalidade em relação à utilização dos dois avançados em simultâneo, tal como não desvendou se vai voltar a recorrer a uma linha de três defesas centrais ou voltar a utilizar apenas dois, até para causar dúvidas no adversário. “A pergunta que fez, também o treinador do Santa Clara vai fazer a ele, como é que eu vou jogar, com dois ou com três. E tudo isso, na minha perspetiva, é positivo. Claro que não lhe vou dizer, agora com qualquer dos dois sistemas a equipa está bem em relação à ideia que tem do jogo defensivamente e ofensivamente”, explicou.

Seja de que forma for, Jesus reconheceu que o Benfica “já não tem crédito” para perder mais pontos e está preparada para enfrentar um adversário que é “dos melhores deste campeonato” com o objetivo de ganhar e, se possível, com ‘nota artística’. “Tirando os quatro ‘grandes’, é a equipa com menos golos sofridos e com mais golos marcados. Sinais de que é uma boa equipa e estamos preparados. Queremos primeiro ganhar, se pudermos fazê-lo com uma grande exibição, melhor. Mas, o primeiro objetivo é ganhar os três pontos”, apontou.

O Benfica recebe o Santa Clara no Estádio da Luz, na segunda-feira, em partida da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com início marcado para as 19:00. A equipa de Jorge Jesus vai tentar colocar pressão sobre o FC Porto, vencendo e reduzindo para três pontos a diferença para o segundo classificado, que só entra em campo, na visita ao Moreirense, a partir das 21:15.