Portugal
"Não serão os 10 milhões" que vão "segurar ou sustentar" Amorim, avisa Bento
2020-05-29 11:40:00
Ex-técnico do Sporting diz que Varandas terá também de segurar um "treinador de uma vez por todas"

Paulo Bento está certo de que o peso financeiro na contratação de Rúben Amorim não será uma espécie de 'seguro de vida' em Alvalade para o técnico leonino.

O ex-treinador do Sporting crê que vão depender vários fatores para o sucesso, ou não, de Rúben Amorim no comando da equipa principal verde e branca.

"Não será o facto de ter custado 10 milhões ao Sporting que o vai segurar ou sustentar", avisa Paulo Bento, que desempenhou o cargo de treinador do Sporting durante várias temporadas.

O também antigo selecionador nacional, agora na Coreia do Sul, acredita que "o que o vai suportar de verdade será o trabalho que ele vai desenvolver e a capacidade e a crença não nos 10 milhões investidos mas naquilo que o Rúben [Amorim] for desenvolvendo".

Em entrevista ao canal A Bola TV, Paulo Bento aponta ainda responsabilidades a Frederico Varandas naquilo que será o trajeto de Rúben Amorim no emblema de Alvalade.

O ex-técnico do Sporting assegura que também terá um peso a "capacidade de um presidente que já demonstrou ter capacidade para outras coisas para segurar um treinador de uma vez por todas".

Paulo Bento, que orientou Rúben Amorim como jogador na Seleção, destacou ainda que não era daqueles que perspetivava uma carreira de  ascensão meteórica como tem acontecido.

"Não sou daqueles que dizem que estava claro que o Rúben ia ter este sucesso e que ia ganhar 11 jogos de 12 ou 10 de 12. Não. Tinha claro que era maduro enquanto jogador e inteligente a nível tático e tinha condições para o ser [treinador]."

Paulo Bento lembra ainda, nas declarações ao canal A Bola TV, que Rúben Amorim "sabe melhor que ninguém e teve humildade de o dizer, que houve momentos de muita felicidade neste curto trajeto como ganhar uma quantidade de jogos nos últimos minutos", situação que "não é fácil de ocorrer."