Portugal
Nacional sofre nova goleada e prolonga ciclo de resultados negativos
2021-04-11 17:30:00
Santa Clara 'esmaga' por 5-1 e complica situação dos madeirenses na I Liga

O Santa Clara venceu hoje o Nacional por 5-1, em jogo da 26.ª jornada da I Liga de futebol, disputado nos Açores, uma vitória categórica, em que os açorianos foram sempre superiores à equipa madeirense.

Os golos açorianos foram apontados por Villanueva (04 minutos), Rui Costa (35 e 47), Carlos Júnior (79) e Ukra (90+6), este na conversão de uma grande penalidade, enquanto o tento madeirense foi apontado por Rui Correia (aos 66). 

O Santa Clara foi sempre superior à equipa do Nacional ao longo do primeiro tempo, controlando todos os momentos do encontro. Para tal, também contribuiu a entrada avassaladora da equipa açoriana.

Logo aos três minutos, Carlos Júnior 'driblou' os defesas adversários dentro da área e rematou para uma grande defesa do guarda-redes António Filipe. No minuto seguinte, na sequência do canto, chegou o golo do Santa Clara, com a dupla de centrais açorianos em destaque: Fábio Cardoso assistiu Villanueva para o primeiro golo do encontro.

Em vantagem, a equipa açoriana dominou o encontro como quis, perante um Nacional intranquilo e inofensivo, que apresentou sempre muitas dificuldades para sair a jogar. Instalado no meio-campo contrário, o Santa Clara soube controlar o ritmo do encontro e chegou ao segundo golo com naturalidade.

Aos 35 minutos, após uma bola lançada para a área, Anderson Carvalho rematou para uma defesa de António Filipe, mas, na recarga, Rui Costa 'disparou' para o segundo golo do encontro.

No começo do segundo tempo, Manuel Machado lançou Matias e Ruben Micael, mas o Santa Clara não estava disposto a abrandar. Aos 47 minutos, após uma grande assistência de Anderson Carvalho, Rui Costa não facilitou e 'bisou' no encontro, fazendo o 3-0.

A intranquilidade da fase atual da equipa do Nacional iria ficar bem patente aos 54 minutos. Grande penalidade marcada a favor da equipa madeirense, mas Rochez, da marca dos onze metros, atirou para uma defesa segura de Marco.

Com o decorrer do segundo tempo, o Nacional conseguiu subir no terreno e aproximar-se com perigo da baliza de Marco. A equipa de Manuel Machado, que foi crescendo no jogo, reduziu aos 66 minutos, através de um lance de bola parada. Após um canto, Rui Correia apareceu ao primeiro poste e cabeceou forte para o fundo da baliza de Marco.

Numa altura em que o jogo estava equilibrado, aos 79 minutos, o Santa Clara aproveitou a maior tendência ofensiva do Nacional para chegar ao 4-1. Carlos Júnior, após assistência de Costinha, bateu o guarda-redes António Filipe.

No último sopro do jogo, aos 90+6 minutos, o Santa Clara ainda chegou ao quinto golo, através de uma grande penalidade cobrada por Ukra.