Portugal
“Mexi na equipa e piorei”, assume Jorge Jesus
2020-11-21 23:35:00
Benfica segue para a quarta eliminatória da Taça de Portugal após vitória sobre o Paredes

Jorge Jesus assumiu, no final do encontro, que não ficou satisfeito pela exibição da equipa e reconheceu que as alterações que fez na equipa “pioraram” o rendimento coletivo. 

“Estes jogos são sempre complicados. Mas a verdade é que o Benfica esteve melhor nos primeiros 45 minutos do que nos segundos. Na primeira parte tivemos uma boa qualidade de jogo, não deixámos o Paredes passar do meio campo defensivo. Criámos três oportunidades de golo fáceis, com o Cervi e o Ferreyra, e marcámos de bola parada, numa jogada trabalhada. Na segunda metade tentei mexer, pois os avançados não estavam a dar continuidade ao jogo. Mas mexi e piorei”, começou por dizer. 

"Achei que o Ferreyra e o Gonçalo tinham de fazer mais e tirei-os. Não fiquei desiludido, mas esperava mais, não tanto do Ferreyra, porque ele não tem jogado e só está a treinar connosco há um mês. Mas, o Gonçalo tem treinado e já jogou na equipa B e na seleção. Esperava mais dele", prosseguiu.

Em conferência de imprensa, o técnico dos encarnados defendeu que estes jogos servem “para comparar realidades do que é o valor de alguns jogadores” e que o “importante” era seguir em frente na ‘prova rainha’. 

“Podíamos ter feito outro resultado, o Paredes não teve uma chance de golo, mas foi bem organizado defensivamente, criou-nos algumas dificuldades. Aliás, defendeu melhor na primeira parte e foi aí que tivemos mais oportunidades. Na segunda parte, com o jogo mais fácil, as mexidas não surtiram efeito", referiu.

"O Paredes não melhorou pelas suas substituições, a qualidade de jogo de Benfica é que piorou. Tivemos menos bola, os miúdos entraram nervosos. Estes jogos são para avaliar, comparar. São importantes para mim”, continuou. 

A terminar, Jorge Jesus assumiu que o Benfica teve “problemas” defensivos nos últimos dois jogos, mas lembrou que nos cinco encontros anteriores os encarnados eram o “melhor ataque e a melhor defesa”. 

“A regra foram os cinco primeiros jogos. Temos de perceber o que aconteceu. Temos de melhorar a última linha. Foi muito mexida com lesões e com a saída do central [Rúben Dias], mas com o tempo vou voltar a reorganizar aquela última linha. Se começou forte, vai voltar a ser forte”, rematou.

O Benfica apurou-se este sábado para quarta eliminatória da Taça de Portugal ao vencer na deslocação ao terreno do Paredes, por 1-0, com um golo de Samaris.