Portugal
"Mandar um jogador para a equipa B às vezes é lutar por ele, não é desprezá-lo"
2023-12-28 12:50:00
"Perdido já está. Acho que o Sérgio Conceição só pode é ter a ganhar e o jogador com este tipo de decisões", diz Sousa

David Carmo caiu para a equipa B do FC Porto mas nem toda a gente entende que seja uma decisão que coloca em causa os 20 milhões de euros que os azuis e brancos pagaram ao SC Braga na sua contratação. José Sousa, antigo jogador português, admite que pode ser a tábua de salvação do defesa no emblema liderado por Pinto da Costa.

"O David Carmo não se pode queixar esta época das oportunidades que lhe foram dadas", começou por dizer o antigo jogador de futebol José Sousa, não acreditando que o central português venha a ser emprestado. "Eu acho que não", referiu, justificando a sua ideia a respeito desta decisão que Sérgio Conceição tomou e que a estrutura deu cobertura.

"Se foi para a equipa B é para abrir os olhos, é uma forma de aprendizagem, para o jogador perceber que o comportamento é um, e é aquele que o Sérgio Conceição quer, e a linha de conduta é aquela. Quem não corresponde a essa linha de conduta, é despromovido", observou José Sousa.

De resto, o antigo futebolista está certo de que o central David Carmo, ex-jogador do SC Braga, poderá aproveitar a situação para se afirmar no clube azul e branco.

"É despromovido no sentido de 'vais para a equipa B e vais penar um bocadinho'", afirmou José Sousa, não entendendo que seja algo que possa desvalorizar o jogador.

"Não. É fazer crescer o jogador. E é perceber e fazer ver ao jogador que o caminho é outro e não aquele", salientou, lembrando que se está a falar de um "ativo de 20 milhões de euros".

"Das duas uma: ou lutas por ele e isto mandar um jogador para a equipa B por vezes é lutar pelo jogador. Não é desprezá-lo. É para ver se ele percebe que o caminho não é aquele e quando regressar, regressa mais forte, com outra vontade, com outro querer, e com outra forma de estar."

Deste modo, em declarações na Sport TV, José Sousa referiu que, no fim de contas, o passe do jogador só tem a valorizar-se. "Se assim for, recuperas um jogador e, afinal, os 20 milhões de euros podem ser recuperados", admitiu o antigo futebolista.

"Os 20 milhões de euros já lá estavam perdidos e já. Ele não jogava. Nunca provou ser um central de 20 milhões de euros. Perdido já está. Acho que o Sérgio Conceição só pode é ter a ganhar e o jogador com este tipo de decisões", concluiu José Sousa.