Portugal
"Mais ninguém no FC Porto fala"
2022-10-24 11:50:00
Oposição de Pinto da Costa descontente com silêncio após clássico onde Benfica saiu mais líder

Os adeptos portistas andam cabisbaixos nos últimos dias, depois da derrota caseira frente ao rival Benfica, que chegou ao Estádio do Dragão como líder e saiu do reduto azul e branco mais líder com seis pontos de vantagem num jogo em que o FC Porto teve de jogar um largo período reduzido a 10 unidades por expulsão de Stephen Eustáquio.

No final do encontro, Sérgio Conceição e Otávio foram as figuras azuis e brancas mais destacadas a comentar as incidências da partida. E se o treinador se limitou a uma declaração na sala de imprensa onde manifestou a sua satisfação pela resposta dada em campo e com promessas de que o FC Porto vai estar na luta até ao final, o centrocampista disse que se iria controlar para não falar da arbitragem de João Pinheiro.

"Somos o FC Porto, vamos em busca da vitória. O grupo entregou-se todo, quem entrou ajudou, mas com um a menos é difícil e não vou falar nada, se não sou punido também", disse Otávio na Sport TV.

José Fernando Rio, antigo candidato à presidência do FC Porto, lamenta que Sérgio Conceição não tenha outras vozes de apoio desde dentro do clube azul e branco a acompanhá-lo.

"Foi importante mandar um grito de revolta", disse José Fernando Rio, prevendo que este FC Porto está em "construção" e por isso "tem futuro, se o deixarem".

"Fala o Sérgio já que mais ninguém no clube o faz", comentou José Fernando Rio, que ficou em segundo lugar atrás de Pinto da Costa na última corrida eleitoral dos azuis e brancos.

Sérgio Conceição aproveitou a presença na sala de imprensa após o clássico para enviar uma mensagem para dentro do FC Porto e para fora também.

"O campeonato não acabou. Estamos na 10.ª jornada. Não fui campeão tendo sete pontos de vantagem e fui campeão tendo sete pontos de atraso. Estamos aqui para dar luta, vamos dar luta e vamos fazer tudo para ganhar este campeonato porque o merecemos. Somos melhores", referiu Sérgio Conceição.

Sem responder às questões dos jornalistas, Conceição disse ainda que o FC Porto foi a equipa "mais corajosa". "Penso que das três equipas fomos a mais competente, mais corajosa, que tentou ganhar o jogo de forma limpa, com uma intensidade grande, contra uma equipa que sabíamos que estava num bom momento", destacou o técnico dos portistas, fechando a declaração com um murro na mesa.

"É aquilo que tenho a dizer sobre o jogo, não há muito mais", concluiu o técnico campeão nacional, visivelmente desagradado com as incidências do clássico.