Portugal
Jesus “estável” mas presença no jogo ainda é incógnita
Redação
2021-01-27 18:45:00
Benfica confirma infeção respiratória do treinador, que se encontra "clinicamente estável"

O Benfica informou esta tarde que o treinador Jorge Jesus tem “uma infeção respiratória”, encontrando-se “clinicamente estável”.

Em comunicado, emitido momentos depois da Renascença ter avançado que o técnico acusou negativo no teste à covid-19 feito hoje, o clube da Luz esclareceu a situação clínica de Jesus.

“Na sequência de exames médicos realizados hoje no Hospital da Luz, o Sport Lisboa e Benfica informa que Jorge Jesus apresenta um quadro de infeção respiratória, encontrado-se clinicamente estável”, informaram as águias.

Devido à infeção respiratória, a presença de Jorge Jesus na partida de amanhã, com o Belenenses SAD, para os quartos de final da Taça de Portugal, continua em dúvida. Em caso de indisponibilidade do técnico, a equipa deverá ser orientada por João de Deus.

“Jorge Jesus aguarda ainda o resultado de exames complementares de diagnóstico e a sua presença amanhã no comando da equipa técnica para o jogo dos quartos de final da Taça de Portugal está dependente do evoluir do seu estado de saúde”, acrescentou o Benfica.

De acordo com a Renascença, o teste à covid-19 realizado hoje pelo treinador deu negativo, o que coloca de lado a hipótese da infeção respiratória ter sido provocada pelo novo coronavírus. A bateria de testes de hoje não acusou qualquer caso novo entre o plantel, equipa técnica e funcionários do Benfica.

Devido à “suspeita de infeção respiratória”, o Benfica já tinha cancelado a conferência de imprensa prevista para hoje, que seria feita através da BTV, sem a presença de jornalistas.

No último encontro, com o Nacional, para a 15.ª jornada da I Liga, o Benfica teve dez jogadores indisponíveis devido à covid-19.

Jorge Jesus é o único dos seis elementos da equipa técnica que não ficou infetado. Entretanto, João de Deus e Mário Monteiro recuperaram e estão já de regresso ao trabalho. Há também dirigentes e funcionários a recuperar da covid-19.

Desde o início da temporada, o Benfica já teve 21 jogadores infetados. Também o presidente do clube, Luís Filipe Vieira, fez um teste positivo para o SARS-CoV-2.