Portugal
"Jesus sempre foi um grande treinador a gritar e a gritar muito", diz Silas
Redação
2021-01-28 15:30:00
"Senti falta dele enquanto não esteve por cá", admite Jorge Silas

Pelo que diz e pelo que não diz, pelo que representa, pelo que oferece ao futebol português, pelas vitórias mas também pelas derrotas, por tudo aquilo que é, Jorge Jesus "faz falta", admite Jorge Silas, antigo treinador do Sporting que foi treinado por Jesus e confessa que ter o técnico longe do relvado é uma perda.

"O futebol português precisa de Jorge Jesus por várias coisas. Porque nos dá um conhecimento tático muito forte, porque fora de campo dá coisas interessantes ao futebol português e eu senti falta dele enquanto não esteve por cá", afirma Jorge Silas.

Antigo jogador de Jorge Jesus, Silas estranha que o técnico ande mais calado neste regresso ao futebol português e ao Benfica, sustentando que se as coisas não correm dentro do esperado, o silêncio de Jesus poderá ser uma 'arma' para tentar ultrapassar a crise. Mas que não é normal, Silas confessa que não é em Jesus.

"Ele está um pouco mais calado mas quando as coisas não correm bem, se calhar é uma forma de ele analisar aquilo que não está a correr tão bem", referiu, dizendo que Jesus "sempre foi um grande treinador a gritar e a gritar muito".

Na Antena 1, o ex-técnico do Sporting diz que era de prever que o Benfica fosse dominador pela contratação de Jorge Jesus mas também de alguns internacionais por várias seleções, mas, até à data, as coisas estão longe de correr de feição para as águias.

Jorge Silas acredita, porém, que Jorge Jesus, saberá dar a volta ao mau momento para conduzir os encarnados ao trilho dos sucessos, que os benfiquistas esperam.

O treinador do Benfica está a contas com uma infeção respiratória, isto numa altura em que grande parte do plantel tem sido afetado pelo novo coronavírus. De resto, a equipa técnica de Jesus tem estado em confinamento devido à infeção pela covid-19, mas o técnico tem estado na 'linha da frente' nos encontros.