Portugal
"Jesus pareceu satisfeito que o rapaz não tivesse dado certo", diz Rui Águas
Redação
2020-11-24 13:45:00
Antigo goleador defende que o treinador do Benfica quis mostrar que "tem razão" ao não apostar no avançado

A exibição de Gonçalo Ramos no jogo diante do Paredes, da terceira eliminatória da Taça de Portugal, disputado no passado sábado, esteve em análise no programa Futebol Total, do canal 11, nesta segunda-feira. O jovem esteve desinspirado. E foi alvo de um reparo por parte de Jorge Jesus, no final do encontro. Na conferência de imprensa, o técnico considerou que "esperava mais" de Gonçalo Ramos.

No entanto, Rui Águas tem uma visão bem diferente. O antigo avançado do Benfica e do FC Porto, comentador naquele programa, fez a defesa do jovem jogador. Ao mesmo tempo, criticou a declaração do treinador encarnado.

"Jorge Jesus pareceu-me satisfeito que o rapaz não tivesse dado certo, querendo ter razão em relação ao passado", disse. O treinador do Benfica quis, com aquela declaração, mostrar a razão pela qual não põe Gonçalo Ramos a jogar mais vezes? Rui Águas anui.

"Esta intervenção do Jesus parece uma resposta ao que tem sido amplamente divulgado, sobre um rapaz que tem feito golos de variadíssimas maneiras, de grande potencial", realçou ainda o ex-jogador, referindo-se aos golos apontados na Youth League, na época passada, e na equipa B, bem como nos sub-21.

Rui Águas compreende que o treinador encarnado não coloque Gonçalo Ramos no onze. "A não utilização acaba por ser aceitável", salienta. Darwin Núñez tem estado em grande destaque e há ainda Waldschmidt, que forma uma boa dupla com o avançado internacional uruguaio. Nesse sentido, o técnico não necessitaria de fazer valer o seu ponto de vista, ou justificar as suas opções. No entanto, segundo o antigo internacional, fê-lo.

Relativamente à exibição do avançado de 19 anos (que esteve aquém das expectativas de Jorge Jesus, mas também abaixo do que o que Gonçalo Ramos já mostrou), Rui Águas sustenta que "as condições estavam longe de ser as ideais".

"Esta equipa do Paredes jogou completamente atrás. O contexto é completamente adverso. Eu vi o Gonçalo a jogar como avançado direito, na maioria do tempo...", justifica Rui Águas, que também não entende a comparação feita por Jesus: o treinador falou de Ferreyra e Gonçalo Ramos, estabelecendo um paralelo entre ambos.

Eis a frase de Jesus: "Achei que o Ferreyra e o Gonçalo tinham de fazer mais e tirei-os. Mas piorei a equipa. Não fiquei desiludido, mas esperava mais, não tanto do Ferreyra, porque ele não tem jogado e só está a treinar connosco há um mês. Mas, o Gonçalo tem treinado e já jogou na equipa B e na seleção. Esperava mais dele".

"Estar a comparar o Ferreyra, que tem 29 ou 30 anos, com um miúdo de 19 anos que faz o primeiro jogo, desde há muito tempo, num contexto difícilímo, contra uma equipa supercompacta... Esta intervenção relativamente a ele, ao miúdo, que tem 19 anos, não me parece que faça sentido", conclui Rui Águas.

Filipe Martins, treinador do Casa Pia, sentiu na pele a veia goleadora de Gonçalo Ramos na II Liga, nesta época, e considera que o Benfica não pode desperdiçar um jogador com tamanho talento.

Recorde-se que o Benfica venceu o Paredes por 1-0, prosseguindo na Taça de Portugal, mas com uma exibição pobre e a esmagadora maioria dos habituais titulares fora das opções. Gonçalo estreou-se como titular nos encarnados. O treinador encarnado quis poupar a equipa para o jogo de quinta-feira, da Liga Europa, diante do Rangers.