Portugal
“Isso é tudo tanga. Gonçalo não quer estar no Benfica? É tanga”, assume Octávio
Redação
2021-03-15 17:25:00
Alegada insatisfação do jovem avançado do Benfica é desmentida por Octávio, que fala em "falsos informadores"

As notícias que dão conta de um alegado interesse de Gonçalo Ramos em deixar o Benfica, à procura de mais oportunidades, depois de ter ido para a bancada no jogo com o Boavista, são desmentidas por Octávio Machado. Posso afirmar que isso é tudo tanga", diz.

"Tenho notícias de pessoas próximas da família dele e posso garantir que Gonçalo Ramos está muito feliz onde e está a aprender muito”, referiu, num programa da CMTV onde se discutia o alegado desalento de alguns atletas encarnados – também Pizzi e Odysseas estarão desconfortáveis com a perda de estatuto de titulares, nos últimos jogos.

Para o técnico, nenhum jogador poderá sentir-se bem com o estatuto de suplente. E há uma exceção: um tipo de jogador que confirma esta regra. “Quem é que não gosta de ser titular? Só os mensalões é que chegam ao fim do mês e estão satisfeitos de não jogar”, diz 

Isto é uma coisa que acontece em todos os clubes, em todos os jogadores. A insatisfação é um estímulo. Só que há sempre alguém que têm a ganhar com isto. Tirando o Gedson, que saiu do Tottenham e foi para a Turquia, nenhum dos outros emprestados joga”, complementa o treinador. 

Octávio Machado não concretiza, mas sugere que existem interesses à volta do jovem avançado encarnado: “Tenho notícias de pessoas muito próximas dele que me garantem que o miúdo está muito satisfeito. Mas não é preciso ser Sherlock Holmes para saber de onde vêm essas notícias. Esse Sherlock Holmes deve ter interesses...”. 

Sem dizer nomes, Octávio acusa os informadores, que enganam os jornalistas. Os jornalistas não inventam notícias. Têm os seus informadores. E quando eles enganam, era vossa função denunciá-los, pôr-lhes um nome. Isso é inadmissível. E isso acontece”, refere. 

Por vezes, são informações que provêm de pessoas por quem temos muito respeito, que estão em posições hierarquicamente superiores, mas que não dizem a verdade. Há um interesse em veicular essas informações. Repito: tenho informações de que o Gonçalo Ramos está muito satisfeito, está a aprender muito e quer continuar”, repete. 

Octávio Machado, que tem uma relação de amizade com Jorge Jesus, lembra que foi o atual treinador do Benfica que apostou nele e que o colocou no plantel principal. E não compreende como se pode falar em travão na evolução do jovem. O miúdo está numa fase em que o treinador foi buscá-lo à equipa B. Já lhe deu oportunidades. E está a valorizar-se, a treinar com o plantel principal. Qual é o problema? Não quer estar no Benfica? É tanga”, insistiu Octávio. 

Para reforçar a sua tese e para desmentir as notícias que dão conta de jogadores insatisfeitos no plantel, Octávio pergunta: “Gonçalo Ramos alguma vez declarou que quer ir embora? Odysseas já disse que quer ir embora? E o Pizzi afirmou publicamente que quer ir embora?”. 

O comentador de futebol lembra que há interesses em volta dos jogadores e que o circuito de informação é diferente: não são os jogadores que se manifestam incomodados; são pessoas em redor dos mesmos que fazem correr esses rumores. 

O circuito não é esse. Os jogadores não mandam recados. Isso não existe no futebol. Não existe. Recadeiros há muitos. Posso garantir que pessoa muito próxima do Gonçalo Ramos quer continuar. E sei de uma série de engrenagens, mas não quero ser concreto. Ia meter muita coisa em causa e não quero”, disse o técnico, que se recusou a ir mais alem 

Octávio Machado lembra ainda que não fará sentido que Gonçalo Ramos queira deixa a Luz, até porque diversos jovens sem espaço no onze saíram do Benfica, há uma época, e acabaram por não evoluir. 

E aos críticos de Jorge Jesus, que apontam o dedo ao treinador por não apostar em Gonçalo Ramos ou noutras jovens promessas da formação, Octávio Machado lembra precisamente esse facto: De todos os jogadores do Benfica que saíram no ano passadoninguém joga nos atuais clubes”. 

Florentino e Jota são alguns dos exemplos de jovens promessas encarnadas que partiram à procura de oportunidades, na temporada passada, e que viram o processo de evolução travado. Gedson também só raramente jogou no Tottenham de Mourinho e teve de partir para a Turquia.  

Caso bem diferente é o de Vinícius, que foi cedido também aos londrinos, mas num negócio em que os encarnados visam uma transferência. O avançado brasileiro tem tido algumas oportunidades e vai cumprindo, em jogos menos relevantes, nas prioridades do treinador português.