Portugal
“Há uma goleada do Benfica por 1-0", ironiza Toni
Redação
2021-04-06 10:50:00
Ex-treinador do Benfica nota problemas nas “fases de criação e de finalização”

Num olhar aos resultados da jornada, no que diz respeito aos quatro primeiros, Toni recorre à ironia, quando fala da vitória do Benfica diante do Marítimo, nesta segunda-feira, até porque, segundo o técnico, o Benfica apresenta algumas falhas no meio-campo e no ataque. 

“Reparem nos resultados dos quatro primeiros. Há um FC Porto que ganha no último minuto, um Sporting que empata, um SC Braga que ganha e há uma goleada do Benfica por 1-0", diz Toni, com ironia, numa análise à jornada, no Canal 11.  

O ex-treinador dos encarnados insiste que o Benfica “não mostra melhorias nas fases de criação e de finalização”, concordando com a incapacidade de Taarabt em criar desequilíbrios e com os muitos golos falhados. “É essa parte em que o Benfica está deficitário”, considera o ex-treinador encarnado, que tem defendido esta tese, ao longo da temporada

No setor defensivo, os números mostram que Jorge Jesus resolveu os problemas, com as entradas de Lucas Veríssimo, Diogo Gonçalves e Helton Leite, sendo que Vertonghen tem sido o terceiro central num sistema com três defesas. Com estas mudanças, o Benfica deixou de sofrer golos, num ciclo que se prolonga há seis jogos. 

Mas Toni também destaca um elemento fundamental para este bom registo defensivo do Benfica: “Weigl”. Para o comentador do Canal 11, o médio alemão está a mostrar as razões pelas quais o clube da Luz investiu na sua contratação.  

Na análise à ronda 25, e em particular ao empate do Sporting com o Moreirense, Toni aponta ao calendário, lembra que os leões ainda vão defrontar o SC Braga e o Benfica, no reduto dos adversários, e aponta uma lacuna na equipa de Rúben Amorim, diante dos cónegos. 

Isto vai trazer um novo alento para aqueles que não estão a desistir da luta pelo título. Há uma distância que se encurta e vamos ver como o Sporting reage â perda destes pontos, ao calendário que cada um tem, mas aquilo que parecia certo...”, diz o ex-treinador do Benfica, no programa Futebol Total. 

Para Toni, a formação de Rúben Amorim – que viu os adversários aproximarem-se – falhou ao não ‘matar’ o jogo, deixando o adversário acreditar que pode chegar ao empate. E foi o que sucedeu, com a turma de Vasco Seabra, que igualou o encontro perto do fim. 

O Sporting deixa correr o jogo, não mata o jogo, e quando não mata deixa em aberto a possibilidade de acontecer o que acabou por acontecer”, aponta Toni. 

E agora há que olhar para os números da vantagem leonina – oito pontos relativamente ao segundo classificado, FC Porto, a 11 do Benfica e a 12 do SC Braga. Há ainda muito conforto leonino, mas surgem dúvidas, até porque o calendário da equipa de Alvalade não é simpático. 

Porém, Toni não acredita que o Benfica chegue a campeão, mas antecipa “alguma emoção” na I Liga, com este tropeção da equipa de Alvalade. “Há aqui um final de época emocionante. Não me acredito que o Benfica possa ser campeão, mas ganhar o campeonato é entrada direta na Champions”, conclui.