Portugal
“Há portugueses que votam e não dão votações máximas a treinadores portugueses”
Redação
2021-05-04 21:20:00
Nuno Dias deixa crítica e garante "o mais importante" é levar o Sporting aos títulos coletivos

O treinador do Sporting, Nuno Dias, não escondeu o incómodo com a rivalidade de alguns agentes do futsal português, que preferem votar em estrangeiros para prémios individuais para não terem de ‘admitir’ o mérito de portugueses que sejam de outro clube. Um desabafo que surgiu quando Nuno Dias, que ontem levou o Sporting a vencer pela segunda vez a Liga dos Campeões, foi questionado se será desta que vai ser eleito o melhor treinador do mundo.

“Sabe que nesses prémios de melhores do mundo há uma nomeação e depois há votos. Infelizmente, muitas das vezes são portugueses que votam e não dão as pontuações máximas aos treinadores portugueses, o que é absolutamente incrível. Queria só dizer que, sinceramente, continuem a dar os prémios individuais aos outros e que nós consigamos continuar a ganhar estes títulos coletivos, isso para mim é que é o mais importante”, afirmou Nuno Dias.

O comentário foi feito quando o treinador estava a conversar com os jornalistas, à margem da receção promovida, esta tarde, pela Câmara Municipal de Lisboa à equipa leonina, na sequência da conquista do título europeu. Um triunfo que, para Nuno Dias, foi “algo sublime”. “O Sporting elimina três potências a nível mundial, com orçamentos e jogadores de um nível absolutamente superiores. Mas as equipas é que ganham os jogos, não são os jogadores individualmente”, sustentou.

Ao falar com os jornalistas, Nuno Dias foi ainda questionado sobre as palavras do treinador da equipa de futebol do Sporting, Rúben Amorim. Castigado mais uma vez pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, Amorim comentou que “podiam suspender o Nuno Dias, para facilitar a vida ao resto da malta do Sporting”. “O mister Nuno Dias não facilita a vida a ninguém aqui, ninguém consegue ganhar o prémio de treinador do ano com ele”, explicou Rúben Amorim.

“Já ouvi isso. É uma piada, obviamente. Fico contente. O que ele queria dizer é que, no universo Sporting, com este tipo de registos [do futsal], as distinções individuais ficam difíceis para todos os outros. Mas o que interessa para mim é que o Sporting consiga vencer em todas as modalidades. Desejo a maior sorte ao Rúben Amorim, ao andebol que tem uma jornada importante neste fim de semana, ao hóquei em patins que está na final-four da Liga Europeia... Falo pelas modalidades porque tenho um relacionamento extraordinário com todos os treinadores”, reagiu o treinador do futsal leonino.

Durante a receção promovida pela autarquia, o presidente do Sporting, Frederico Varandas, lembrou que era a quarta vez que ia com uma equipa aos Paços do Concelho, sendo a segunda vez que tal se devia ao futsal. Nuno Dias aproveitou para garantir que em breve será feita uma quinta receção, manifestando confiança na conquista da I Liga de futebol pelo Sporting de... Rúben Amorim.

“Acho que está muito próximo. Tenho uma convicção enorme que vamos estar aqui a festejar esse título nacional”, concluiu o treinador do futsal leonino.