Portugal
“Gonçalo deve ir para o treino do Benfica com uma azia que é uma coisa louca”
2021-03-12 18:20:00
Carlos Manuel teme pela evolução do avançado, que deixou de jogar desde que Jesus o chamou para o plantel principal

A situação de Gonçalo Ramos no Benfica provoca surpresa em Carlos Manuel, que não entende a forma como está a ser gerida a carreira do jogador, por parte do clube. O antigo futebolista considera que o jovem avançado saiu prejudicado com a integração no plantel de Jorge Jesus, porque deixou de jogar. 

Um miúdo com 19 anos, que vinha a ser dos melhores jogadores da equipa B, é posto na equipa A e não joga nem num lado nem no outro? Assim, não há evolução. Porque é que não vai treinar no plantel principal e, quando não for convocado, joga na equipa B?”, questiona Carlos Manuel, na SportTV, num comentário a uma notícia que dá conta de uma alegada vontade do jogador em deixar a Luz. 

Carlos Manuel respeita quem tem de decidir. “Não sei qual é a solução, porque não estou lá dentro – possivelmente, se eu estivesse lá dentro e conhecesse bem o jogador, eu saberia qual é a solução”, refere. Mas lembra que faria todo o sentido que se repensasse a situação de Gonçalo Ramos.   

O miúdo tem qualidade, ia marcando golos na equipa B, vai para o plantel principal treinar e não joga. Que evolução é que ele vai ter? Está a perder tempo. Se não joga na equipa A, tem de ir para a B. Ele tem de jogar, somar minutos”, defende o antigo internacional. 

Ficar sem competição prejudica a carreira de qualquer jogador, porque não há aprendizagem, e provoca desgaste psicológico. “Cada jogo é diferente. Ele tem de aprender com cada partida. Vai assimilando, vai aprendendo, evoluindo, crescendo. Caso contrário, desmotiva. Gonçalo Ramos deve ir para o treino do Benfica com uma azia que é uma coisa louca. Chega ao fim de semana e nem joga num lado nem no outro”, lamenta. 

Carlos Manuel lembra também que “durante toda a semana”, um jogador “trabalha com a finalidade de aparecer, ser visto, notado”. E “isso foi retirado” a Gonçalo Ramos, que poderá sentir-se insatisfeito e com vontade de sair. “Até porque hoje há a facilidade, com empresários, de eles começarem a sair”, lembra o ex-jogador do Benfica. 

Dada a situação, de não jogar, ele vai-se preparando [para sair]. Vai pensando... Depois há o aconselhamento e o desaconselhamento, porque há dinheiro em redor”, alerta ainda, temendo que a carreira de Gonçalo Ramos possa ser prejudicada com esta indefinição. 

Ele não é convocado e vai para casa? Não tem cabimento. Não evolui, não cresce. Ele cresce com o treino na equipa A, mas se assim é, melhor ainda, porque pode aplicar essa evolução na equipa B”, conclui Carlos Manuel, que no mesmo programa elogiou a caminhada europeia do FC Porto.