Portugal
“Foi um campeonato esquisito, mas o FC Porto foi mais regular e merece o título”
2020-07-09 15:40:00
Glória dos dragões pede "humildade e querer" contra o Tondela

Esta quinta-feira, o FC Porto joga contra o Tondela em jogo referente à 31.ª jornada da I Liga. Em caso de vitória dos dragões e derrota do Benfica em Famalicão, a equipa treinada por Sérgio Conceição sagra-se campeão nacional.

Jaime Magalhães, futebolista que marcou a história do FC Porto na década de 80 e 90, assume que este campeonato foi “esquisito”, face à pandemia da covid-19, que obrigou à interrupção do campeonato por três meses, mas considera que o clube portista foi a “mais regular” e que, dessa forma, merece o título da I Liga.

“Foi um campeonato esquisito, derivado, também, a esta pandemia. Houve jogos do Porto que não gostei muito, mas a equipa melhorou e acho que merece ser campeã, foi a mais regular e merece o título”, afirmou o ex-FC Porto em declarações à Renascença.

Com sete campeonatos nacionais, Jaime Magalhães sabe o que acarreta estes momentos decisivos para o plantel e adeptos.

Mesmo sabendo que o FC Porto não depende de si só para ser campeão esta jornada, o antigo médio dos dragões espera que a conjugação de resultados seja favorável e pede “humildade e querer” à equipa treinada por Sérgio Conceição.

“Defrontem o Tondela com humildade e querer. Espero que consigam mais três pontos e que, depois, o Benfica não ganhe ao Famalicão. É o objetivo de toda a gente no FC Porto, mas, se não acontecer assim, que o FC Porto vença e depois logo se vê o resultado do jogo seguinte”, comentou.

Como tal, Jaime Magalhães pede aos adeptos portistas para que “não embandeirar em arco” e relembra que ainda faltam quatro jornadas para o término da I Liga.

“Ainda não podemos embandeirar em arco porque faltam alguns pontos em disputa, mas compreendo a ansiedade dos adeptos”, referiu Magalhães.

O Tondela-FC Porto está marcado para às 19:15 e terá arbitragem de Fábio Veríssimo.