Portugal
Feirense aproxima-se do pódio da II Liga ao golear no terreno do Leixões
Redação
2021-04-24 17:15:00
'Fogaceiros' ficam a um ponto da Académica

O Feirense venceu hoje no terreno do Leixões por 4-1, na 30.ª jornada da II Liga portuguesa, travando as duas vitórias seguidas dos matosinhenses e aproximando-se do topo da tabela, com o avançado Marcus a ‘bisar’.

O nigeriano inaugurou o marcador a fechar a primeira parte, aos 45+1 minutos, Platiny aumentou no segundo tempo (49), enquanto um golaço do recém-entrado Belkheir ainda deu esperanças a José Mota, mas Feliz (74) e Marcus (84) fecharam as contas do encontro, que terminou com o treinador leixonense expulso.

Os ‘fogaceiros’ entraram melhor na partida e, logo aos seis minutos, Fábio Espinho encontrou João Tavares no ‘coração’ da área, mas o médio acertou no poste, e cinco minutos depois, Marcus desperdiçou uma grande oportunidade, ao ‘picar’ ao lado da baliza à saída de Tiago Silva.

A formação de Matosinhos demonstrava dificuldades em impor-se na partida, criando o único lance de perigo na primeira parte num cruzamento de Kiki, que Nenê rematou à meia-volta, mas à ‘figura’ de Bruno Brígido.

O jogo acalmou e ficou mais 'atado', até que, no último lance antes do intervalo, Zé Ricardo fez um grande passe a desmarcar Marcus e, desta vez, o nigeriano contornou o guarda-redes e inaugurou o marcador.

No regresso dos balneários, o Feirense dilatou a vantagem, num erro de Cristophe Nduwarugira em zona proibida, aproveitado por Platini, que atirou colocado sem hipótese para o ‘guardião’.

Depois de uma oportunidade para cada equipa, o Leixões reduziu a diferença com um golaço do recém-entrado Belkheir, num remate em arco à entrada da área, galvanizando os comandados de José Mota, numa partida que se tornou mais ‘aberta’.

A igualdade poderia ter surgido cinco minutos depois, num grande passe de Paulo Machado, que descobriu Nenê: o avançado veterano fintou o ‘guardião’, mas atirou à malha lateral.

Na outra área, o Feirense não se mostrava tão perdulário: primeiro Feliz aproveitou a ‘ressaca’ a um primeiro remate para bater Tiago Silva e, nos últimos minutos, o extremo contornou o ‘guardião’ e tentou servir Marcus, que aproveitou a confusão dos defesas leixonenses e empurrou para o ‘bis’ no encontro.

Depois de quebrar um ‘enguiço’ de seis jogos sem vencer na jornada passada, o Feirense voltou a somar três pontos e subiu ao quarto lugar, a um ponto do terceiro, a Académica, enquanto o Leixões mantém-se no 10.º lugar, com 36 pontos.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.

Leixões – Feirense, 1-4.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Marcus, 45+1 minutos.

0-2, Platiny, 49.

1-2, Belkheir, 66.

1-3, Feliz, 74.

1-4, Marcus, 84.

Equipas:

- Leixões: Tiago Silva, Lucas Lopes (Avto, 46), Brendon, Diogo Gomes, Seck, Christophe Nduwarugira, Rodrigo (Edu Machado, 46), Jefferson Encada (Belkheir, 59), Joca Samuel (Paulo Machado, 59), Kiki (Vando, 72) e Nenê.

(Suplentes: Stefanovic, Papalele, Paulo Machado, Edu Machado, Avto, Vando, Ricardo Teixeira, Ousmane e Belkheir).

Treinador: José Mota.

- Feirense: Bruno Brígido, Diga (Mica, 87), Gui Ramos, Ícaro (Pedro Monteiro, 63), Zé Ricardo, Feliz (Edson Farias, 86), Washington, João Tavares, Fábio Espinho (Ruca, 73), Marcus (Fabrício, 86) e Platiny.

(Suplentes: Igor, Pedro Monteiro, Fabrício, Edson Farias, Sérgio Silva, Cris, Mica, Ruca e João Victor).

Treinador: Rui Ferreira.

Árbitro: Gustavo Correia (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Avto (54), Cristophe Nduwarugira (70) e Seck (78). Cartão vermelho direto para Jefferson Encada (76, no banco) e José Mota (83).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.