Portugal
"FC Porto tem impressão digital do Sérgio e o Jesus não desaprendeu"
Redação
2021-01-07 13:30:00
Vítor Pereira faz análise a FC Porto, Benfica e Sporting

Bicampeão como treinador do FC Porto, Vítor Pereira entende que os dragões estão em boa forma para atacarem a conquista do título. Entre elogios ao técnico Sérgio Conceição, Vítor Pereira destaca a forma como a equipa azul e branca sabe gerir os vários momentos de um jogo.

"Continuo a ver um FC Porto muito consistente a nível defensivo e a acabar por resolver os jogos com qualidade. Parece-me que é uma equipa que sabe o que quer, em determinado momento 'mata' os jogos", afirmou Vítor Pereira.

Numa análise ao clube que orientou e pelo qual foi campeão, Vítor Pereira diz que "o FC Porto tem um plantel de qualidade e com caráter" que é reflexo do seu treinador.

"O FC Porto tem uma impressão digital do Sérgio Conceição. É uma equipa que está confiante", nota Vítor Pereira, falando também sobre o Sporting de Rúben Amorim.

"Tem evidentemente qualidade de trabalho e uma liderança ajustada. A liderança não é sempre igual. Tem muita juventude e os jovens têm vantagens porque têm entusiasmo, aprendem e recuperam muito mais rápido. Depois, têm organização".

Na Antena 1, Vítor Pereira salientou ainda que a ausência de público nos estádios poderá ajudar a explicar o momento que o Sporting atravessa no campeonato português.

"Isto de não haver adeptos até acabou por beneficiar o Sporting. Os adeptos são fundamentais mas no Sporting criavam uma certa pressão que 'matava' o objetivo à nascença. O Rúben Amorim tem tido esse tempo de trabalho, também por estar fora da Liga Europa. As coisas só aparecem com tempo de trabalho".

O treinador realça que "só jogando de três em três dias dificilmente, a não ser que seja algo já consolidado", se atingem resultados. "O Rúben Amorim tem tido esse tempo e com compromisso as coisas têm aparecido".

Mais complicada é a vida de Jorge Jesus mas Vítor Pereira faz questão de deixar elogios ao técnico das águias. "O Jorge Jesus não desaprendeu de treinar, isso é impossível, basta olhar para a carreira dele. A questão que tenho ouvido aí da perda de entusiasmo eu não acredito. A paixão está sempre cá dentro, é intrínseca".

Vítor Pereira, que travou várias batalhas no futebol contra Jesus e o Benfica, entende que "falta aquele jogo bem conseguido com resultado expressivo que lhes traga a confiança".

"O problema é quando desconfiamos uns dos outros. Em Portugal o futebol é muito discutido. Toda a gente tem opinião, somos livres, ainda bem, mas depois isto transforma-se numa bola de neve".

Sem clube agora que terminou a aventura na China, Vítor Pereira espera que apareça um desafio novo. "Quero e sinto que preciso de um desafio numa grande liga. É isso que me motiva e entusiasma."