Portugal
FC Porto publica vídeo com imagens de Corona e Luis Díaz
Redação
2021-02-11 19:35:00
Dragões recordam faltas sobre os jogadores cometidas pelo SC Braga

O FC Porto publicou esta tarde um vídeo com imagens de Jesús Corona e Luis Díaz, referindo que “o talento nunca se vergará”. As imagens são referentes aos jogos com o SC Braga, com Corona e Luis Díaz a serem alvos de entradas passíveis de sanção disciplinar.

Recorde-se que Corona foi expulso na partida com o SC Braga, para a 18.ª jornada do campeonato, e Luis Díaz foi expulso no reencontro com os guerreiros do Minho, ontem, agora a contar para a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal. "O lugar dos artistas é no relvado", referiu o FC Porto, na publicação de hoje.

Nos últimos dias, os dragões têm criticado a “dualidade de critérios” nas arbitragens, o que levou o presidente Pinto da Costa a ir à sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, ontem, dizer “basta”.

“Não nos provoquem mais, nem brinquem com os nossos jogadores, treinadores e todos os adeptos do FC Porto. Eu apelo à serenidade, mas volto a dizer: basta! Fica aqui o aviso, basta e ninguém nos vai vergar”, afirmou Pinto da Costa.

Durante a declaração, feita sem direito a perguntas, o dirigente prometeu que o FC Porto iria "continuar a mostrar" lances em que se sente fortemente prejudicado pelas arbitragens.

O presidente já tinha deixado um primeiro aviso no editorial da revista Dragões, onde escreveu que “um dos efeitos mais perversos das atuações disciplinares tem sido uma espécie de legitimação do jogo duro dos nossos oponentes”, apontando Corona como uma das principais vítimas.

Ainda antes do jogo de ontem com o SC Braga, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, frisou que “isto não pode continuar assim”. O mesmo dirigente já tinha realçado, anteriormente, que “querem transformar o Corona num saco de pancada”.

Também Vítor Baía, figura histórica dos azuis e brancos e agora administrador da SAD, veio a público apontar o dedo às arbitragens: "Não nos podemos calar, de maneira alguma, quanto à dualidade de critérios. Sentimo-nos verdadeiramente prejudicados com aquilo que tem sido o comportamento dos árbitros ao longo desta temporada".