Portugal
"FC Porto pode fazer o que quiser mas não somos burros", diz ex-vice do Benfica
Redação
2021-05-04 11:55:00
"Só falta colocar os árbitros vestidos de azul e branco", referiu ainda João Braz Frade

O FC Porto voltou na última jornada a beneficiar de um pontapé na marca de grande penalidade, depois de Diogo Queirós, do Famalicão, ter cometido falta sobre Taremi. O central famalicense formou-se nos azuis e brancos, sendo capitão da histórica equipa de juniores dos dragões que conquistou a UEFA Youth League, e a forma como cometeu a grande penalidade merece desconfianças por parte de Braz Frade, ex-dirigente do Benfica.

"O público não é burro e sabe como são os penáltis do FC Porto. Há pelo menos quatro neste campeonato que são por ex-jogadores do FC Porto que estão emprestados. São coincidências, eu já sei. Aparecem sempre", comentou o antigo vice-presidente do Benfica, declarando que não compreende como é que Diogo Queirós fez uma abordagem assim dentro da grande área. "Este penálti [Taremi frente ao Famalicão] a bola já lá não está. E dá-lhe um chuto e não sei para quê", lamentou Braz Frade.

O tema das grandes penalidades tem sido abordado reiteradamente ao longo da temporada, sendo que o Sporting, recentemente, lamentou a "pressão escandalosa que FC Porto faz" e mencionou lances de penálti e amarelos.

Em comentários na CMTV, o ex-vice-presidente do Benfica ironizou ainda a respeito do lance. "Vou fingir que acredito que é tudo sério", destacou, insistindo ter reservas quanto à forma como algumas grandes penalidades têm surgido.

"O FC Porto pode fazer o que quiser mas não somos burros e percebemos o que está a acontecer. Olho para aquilo e sei o que está a acontecer", indicou Braz Frade, dizendo que não se iria alongar muito mais pois já tinha dito o que pretendia a este respeito.

"Já disse o que tinha a dizer perante o país. Há coincidências que só acontecem ao FC Porto. Pelas minhas contas, vamos na quarta coincidência. São coincidências", insistiu Braz Frade, salientando que no que toca a grandes penalidades o FC Porto não se pode queixar.

"Só falta colocar os árbitros vestidos de azul e branco", referiu ainda João Braz Frade, comentando as incidências do último FC Porto-Famalicão, que terminou com vitória para os azuis e brancos por 3-2.

No Estádio do Dragão, sem Sérgio Conceição no banco já que cumpriu castigo, Toni Martinez marcou para os portistas, aos oito minutos. Só que Ivo Rodrigues, aos 44, empatou a partida.

No segundo tempo, o iraniano Taremi, aos 61, de penálti, fez o 2-1 e o sérvio Marko Grujic, aos 75, ainda colocou o resultado em 3-1. No entanto, já nos descontos, Anderson reduziu para um 3-2 final.