Portugal
"Falta de vergonha". SC Braga critica arbitragem do Sporting no Algarve
Redação
2021-04-19 09:55:00
Em mensagem irónica, porta-voz do clube minhoto deixa questão para "ajudar amigo" em trabalho académico

A arbitragem do recente Farense-Sporting, no qual o conjunto algarvio se queixou do trabalho de Hugo Miguel continua a dar que falar e Alexandre Carvalho, diretor de Comunicação e Imagem do SC Braga, deixa uma questão em jeito de pedido para o trabalho académico "de um amigo" a respeito dos "limites da falta de vergonha", mostrando imagens de um lance em que Tomás Tavares, do Farense, caiu na área leonina, mas Hugo Miguel e o videoárbitro nada assinalaram.

"Ora então, ajudem-me se faz favor", começa por pedir Alexandre Carvalho numa publicação partilhada nas redes sociais carregada de ironia ao visar o lance do jogo que deixou os leões mais próximos do título, depois de somarem nova vitória pela margem mínina e deixarem para trás mais um pedaço de 'estrada' neste campeonato. "Isto, para algumas pessoas tendenciosas e pouco honestas, não é penálti, certo?", interroga Alexandre Carvalho.

O porta-voz do emblema minhoto liderado por António Salvador pede ainda desculpa pelo "incómodo" ao mencionar este lance de arbitragem do jogo do Sporting mas, sustenta, que o faz pois pretende ajudar um amigo. "Desculpem-me o incómodo, mas é para um amigo que está a fazer um trabalho universitário sobre os limites da falta de vergonha", pode ler-se na publicação de Alexandre Carvalho, que faz acompanhar as palavras de indignação com um vídeo que mostra o lance em que Tomás Tavares cai na área do Sporting na sequência de um lance com Nuno Mendes.

A jogada teve lugar aos 44 minutos da partida, numa altura em que a equipa de Rúben Amorim já vencia por uma bola a zero, resultado que acabaria por se tornar final quando Hugo Miguel apitou para o término do encontro no Estádio de S. Luís, em Faro, no Algarve, permitindo aos leões um regresso aos triunfos depois de jogos empates consecutivos no campeonato.

Este lance, de resto, já mereceu contestação por parte do FC Porto que, pela voz de Francisco J. Marques, e numa publicação também ela irónica, lamentou que o jogo do Sporting frente ao Farense não tivesse a tecnologia do videoárbitro. "Foi uma pena que este jogo em Faro não tenha tido VAR. Se tivesse tido com certeza estes lances teriam sido corrigidos", comentou Francisco J. Marques, no Twitter, seguindo uma linha crítica que também Jorge Costa, treinador do Farense, deixou nos comentários ao encontro.

Logo na entrevista rápida após a partida, o treinador do Farense, Jorge Costa, falou sobre o lance em que os algarvios pediram penálti, referindo ainda outras decisões da arbitragem contestadas pelos algarvios. "Há um penálti sonegado. Só quatro ou cinco pessoas é que não viram", criticou Jorge Costa. "Só quatro ou cinco pessoas é que não viram o penálti. Depois há interpretações e cada pessoa justifica como quer. É um facto, há um penálti que foi sonegado, numa altura em que podíamos ter empatado. Também é um facto que houve só três minutos de descontos. Há outra decisão [golo anulado por fora de jogo, aos 81 minutos] em que se percebe qual é a equipa grande e qual é a que está em dificuldades".