Portugal
“Este é o discurso de ódio. É só triste”, reage Bruno de Carvalho
Redação
2021-04-25 19:55:00
Ex-presidente do Sporting reage a comentário de Fernandes Mendes antes do “jogo importantíssimo com o SC Braga”

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, não deixou passar em claro um comentário de Fernando Mendes, ex-jogador e assumido adepto dos leões, com um “discurso de ódio” em pleno 25 de Abril, o dia da Liberdade, e proferido antes do “jogo importantíssimo com o SC Braga”.

Através das redes sociais, o ex-dirigente leonino partilhou um curto vídeo com uma intervenção de Fernando Mendes, na qual o comentador da CMTV lembrava que, “no início da temporada, era tarjas no Estádio de Alvalade para correr com a direção”, frisando que é preciso “acreditar” que o Sporting pode ser campeão nacional.

“Só se cala certas e determinadas pessoas com vitórias. Ainda há no Sporting um grupo de ‘walking deads’, ainda comandados por uma pessoa que fez parte do Sporting – são, vá lá, escravos dele – e só morrem com vitórias. Por muito que os jogadores se queiram abstrair, as coisas chegam-lhes”, acrescentou Fernando Mendes.

Bruno de Carvalho sentiu-se visado pelo comentário. E reagiu, com indignação, lembrando a data que hoje se assinala, o 25 de Abril, e aludindo a intervenções anteriores do antigo internacional português a apelar à... união no Sporting. E tudo isto antes da partida com o SC Braga, que surge num momento complicado para a formação de Rúben Amorim, que cedeu três empates nas últimas quatro jornadas e viu o FC Porto reduzir o atraso de dez para quatro pontos.

“Temos um jogo importantíssimo com o SC Braga, comemoramos o dia da Liberdade e este é o discurso de ódio que agrega os comentadores/dirigentes deste novo Sporting elegante/unido. Zombies, pau na cabeça e morte são as palavras de ordem para manter a escumalha na ‘ordem’. É só triste”, comentou Bruno de Carvalho.