Portugal
"Estamos a facilitar", avisa Conceição sobre covid-19 em Portugal
Redação
2021-01-18 13:20:00
"Se não estiver confiante não estou aqui a fazer nada", diz o técnico sobre meia-final contra o Sporting

Depois do clássico com o Benfica, o FC Porto volta a ter pela frente um rival, desta feita o Sporting, para a Taça da Liga. Depois do empate no Dragão para o campeonato frente aos encarnados, os azuis e brancos mudam de prova mas o foco na vitória, esse, não muda, com Sérgio Conceição a assegurar que quer deixar pelo caminho o Sporting para chegar à final.

"Se não estiver confiante não estou aqui a fazer nada. O Sporting é líder do campeonato, tem muita juventude, ambição no jogo, percebe-se a dinâmica que tem e que faz parte do pensamento do seu treinador. É difícil contrariar se não estivermos bem no jogo. Podem fazer uma ou outra mexida. Estamos prontos para o jogo apesar de todas as condicionantes", afirmou Sérgio Conceição, confiando no departamento médico.

"O departamento médico passa mensagens de alerta todos os dias. Tenho confiança total no que é o departamento médico", assegurou o treinador dos portistas.

Com várias baixas no plantel devido à covid-19 e um calendário preenchido, o treinador do FC Porto realça que se trata de um problema que o país está a enfrentar e lamenta que Portugal esteja "a facilitar um pouquinho neste sentido".

"As estatísticas que temos não são nada boas. Temos de meter a mão na consciência. Isto é algo importante e difícil de ultrapassar. Todos os cuidados são poucos para nos protegermos e os outros. Estamos a facilitar alguma coisa. Ficaram mais três jogadores infetados como é público. Vamos com os que estão."

O técnico dos dragões assumiu ainda que em relação à realidade no Olival está "tranquilo". "Passamos uma mensagem de que tem de existir uma responsabilidade grande na viviência. Isto está tão difícil que mesmo com todos os cuidados os jogadores acabam por ficar infetados".

Sérgio Conceição confessou que "não é fácil preparar um jogo nestas circunstâncias" mas salienta que "o conhecimento dos jogadores é grande" para encarar o jogo contra os leões.

"Os jogos são todos diferentes, as estratégias e adversários também. Não é fácil preparar um jogo assim. Eu no final do último jogo disse que estava dependente da zaragatoa e é isso mesmo", salientou, dizendo que nem mesmo o clima tem ajudado.

"Estamos em todas as competições. O clima também não é fácil porque os campos de futebol não estão fáceis", referiu, dizendo que "a agressividade extrema" pode também dificultar.

"Temos agora o jogo contra o Sporting e vamos para a frente com os jogadores que temos. Queremos estar na final de sábado", referiu Sérgio Conceição, salientando o vencedor da competição acabará por estar condicionado devido ao contexto pandémico.

"Tudo está condicionado a partir do momento em que as equipas não estão completas", lamentou o treinador do FC Porto, destacando que o FC Porto vai para a meia-final contra os leões com mais jogos nas pernas também.

"Temos mais cinco jogos que o Sporting. São muitos jogos. Estamos em todas as competições", comentou o treinador dos azuis e brancos, que não acredita que parar as competições fosse uma solução.

"Há pessoas que decidem o que fazer melhor para este desporto. Neste momento, a situação é esta. Parar não sei se seria a solução, mas que condiciona é uma verdade."

Na conferência de imprensa, Conceição falou ainda sobre a chamada de Francisco Conceição, da equipa B, e confessou que está atento à formação portista.

"Há jogadores com um trajeto interessante. Se tiver de chamar o Francisco, o Joaquim ou outro chamo", referiu, comentando a saída do japonês Nakajima.

"O Nakajima não esteve aqui um mês ou dois. Teve várias oportunidades. Há jogadores que não se ambientam e que não conseguem cá pôr o potencial todo que têm."

A meia-final entre dragões e leões está agendada para as 19h45 desta terça-feira, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria. O vencedor vai defrontar na final, no sábado, o vencedor da outra meia-final entre SC Braga e Benfica.