Portugal
"Estamos a atravessar dificuldades, mas não me vou agarrar a nada"
Redação
2021-01-03 16:30:00
João Pedro Sousa lamenta derrota num jogo "controlado totalmente pelo Famalicão"

João Pedro Sousa, treinador do Famalicão, lamentou a derrota com o Tondela, num jogo que "foi controlado totalmente pelo Famalicão".

"Em espaços, dominámos o jogo, no entanto, não conseguimos marcar e uma bola ao poste não é um golo. Tínhamos essa responsabilidade, essa obrigação, somos melhor equipa, temos melhor jogadores, portanto tínhamos de marcar e não podemos cometer o erro que cometemos no golo sofrido", explicou, nas declarações após a partida.

"Não nos podemos queixar de um golo sofrido, porque foi um erro nosso e o adversário aproveitou, uma coisa que nós não conseguimos fazer do outro lado. Estou muito desiludido comigo, porque não consegui ajudar os jogadores a ganhar, num jogo em que mereciam ganhar, uma vitória que já merecem há muito tempo e que, infelizmente, não os consegui ajudar", acrescentou o técnico.

"Estamos a atravessar dificuldades de vária ordem, de várias condicionantes, mas não me vou agarrar a rigorosamente nada", continuou o técnico do Famalicão: "Não ganhámos, porque temos de jogar, temos de atacar melhor e defender melhor, é tão simples o futebol como isso".

O Famalicão precisa não só de "marcar golos" como também de "defender cada vez melhor", de forma a "evitar erros como hoje".

Ficou, ainda assim, um reparo à arbitragem.

"Não falo, nunca falei da equipa da arbitragem, e não vou falar, porque os árbitros também têm o direito de errar, tal como eu, que tenho errado nos últimos tempos. Agora, o árbitro tem uma ajuda tecnológica, que custa muito dinheiro ao futebol, e tem pessoas que estão sentadas com tempo para analisar. Essas pessoas que estão sentadas com um ‘software’ caríssimo, se calhar, é responsabilidade delas os estádios, quando tínhamos público, terem tão pouca gente e nos outros países os estádios estarem cheios. Mas com o árbitro não tenho de estar, nem deixar de estar, desiludido", afirmou.

"Vai ser um campeonato difícil. No ano passado também foi difícil, mas não vamos entrar em comparações. O que está para trás, está para trás, temos é de identificar o que está errado para regressar às vitórias", concluiu João Pedro Sousa.