Portugal
"Equipa não anda com sorte, a bola bate no Julian e isola o avançado", diz Jesus
Redação
2021-02-18 22:20:00
Treinador do Benfica considera "justo" o empate com o Arsenal

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, apontou a falta de sorte como justificação para o facto do Benfica não ter conseguido segurar a vantagem frente ao Arsenal, depois de Pizzi ter aberto o marcador.

"Foi pena, marcámos primeiro, no nosso melhor período, e acabámos por sofrer um golo. A equipa não anda com sorte, o Pizzi corta, a bola bate na cara do Julian [Weigl] e isola o avançado [do Arsenal]", comentou o técnico, na entrevista rápida à SIC Notícias.

"O futebol tem momentos que não têm nada que ver com a lógica. A equipa esteve muito bem coletivamente, fomos dividindo o jogo, o Arsenal em partes do jogo com mais bola, mas porque nós consentimos que isso acontecesse", acrescentou Jesus.

"Podíamos e deveríamos ter segurado o resultado. A igualdade é um resultado justo para o que aconteceu no jogo", continuou o treinador do Benfica, antes de se irritar com o "barulho" que vinha de uma zona próxima. "Isto é alguma coisa? Eu não falo com este barulho. Ou eles se calam... 'Take it easy? OK'".

Retomadas as condições, o técnico garantiu que, apesar do Arsenal ter marcado 'fora', o Benfica tem "as mesmas possibilidades" de seguir em frente na Liga Europa.

"Está tudo em aberto, falta o segundo jogo. Acreditamos que podemos passar a eliminatória, mas temos a noção que o Arsenal é uma grande equipa, com jogadores de grande qualidade", realçou.

Desafiado a comentar a estreia de Lucas Veríssimo, Jesus realçou que o reforço "mostrou que é um excelente jogador". "Teve que sair porque fisicamente ainda não estava pronto, mas é muito forte, tem boa saída de bola, muito forte no um contra um. No primeiro jogo, contra uma equipa como o Arsenal, mostrou que tem qualidade e que podemos contar com ele", elogiou.