Portugal
“Em Portugal há muita gente a falar de futebol que nunca deu um chuto numa bola"
2020-07-31 14:05:00
Fábio Martins critica mensageiros do ódio, que estragam o desporto-rei, num país que tem "um longo caminho a percorrer"

O avançado Fábio Martins brilhou no Famalicão, na presente temporada, provavelmente a melhor da sua carreira, e marcou também 'grandes golos' com as palavras, ao longo da época. Nas redes sociais, o jogador emprestado pelo SC Braga foi sempre acutilante, sóbrio e generoso, na partilha de ideias que não caíram em saco roto.

Fábio voltou a falar, em entrevista ao Cidade Hoje, onde fez um filme da época notável que os famalicenses conseguiram, ainda que com o amargo de boca de deixar fugir a Europa nos últimos suspiros do campeonato.

Numa análise ao futebol português, o jogador remata colocado e atinge quem incentiva o discurso de ódio, a guerrilha, quem discute o penálti em vez do jogo, quem olha a árvore em vez da floresta. 

"Em Portugal, há muita gente a falar de futebol e que não percebe nada, que nunca esteve num campo de futebol, que nunca deu um chuto numa bola. Há um clima de ódio. Em vez de se falar de futebol, discute-se o lance caricato, se o árbitro marcou ou não o penálti.... Enquanto não mudar essa mentalidade, não vamos a lado nenhum. Há um longo caminho a percorrer", disse.

Na época que termina com a descida do Desportivo das Aves, por onde Fábio Martins passou, o jogador não poderia deixar de enviar uma palavra ao clube avense, que se debate com grandes dificuldades e corre o risco de ficar de fora das competições profissionais.

Fábio repete uma ideia. "O futebol português tem um grande caminho a percorrer", insiste, desta vez para criticar a realidade dos clubes e para lamentar crises que deixam adeptos tristes, futebolistas em dificuldades e clubes num labirinto.

"Queria mandar um abraço à malta do Desportivo das Aves. Felizmente, sou muito acarinhado, lá. Desejo-lhes as maiores felicidades e espero que voltem depressa à I Liga", afirma.

Assim é a gratidão. Mas Fábio Martins está também grato ao "melhor treinador" da I Liga, na época que agora termina. João Pedro Sousa merece aquele título. 

"O melhor treinador é o meu. Foi o que me ajudou a fazer uma época memorável. Estou-lhe eternamente grato. Uma excelente pessoa, um excelente treinador, que fez um notável trabalho, em Famalicão", salienta.

Emprestado pelo SC Braga, Fábio Martins ainda não sabe o que o espera, na nova época. O jogador aborda também esse tema, mas tem pouca informação para dar.

Veja a entrevista, que tem um momento curioso: o eterno João Ricardo Pateiro relata um golo "inolvidável".