Portugal
"Em Alcochete eram os Super Dragões?"
2024-02-05 12:55:00
"Eram os Super Dragões em Alcochete? Eram?", questiona antigo capitão do FC Porto

Os Super Dragões enfrentam um dos períodos mais delicados da sua história, visto que alguns dos seus mais destacados dirigentes foram detidos no âmbito da Operação Pretoriano. As autoridades suspeitam que Fernando Madureira, a esposa Sandra Madureira e outras figuras da claque portista criaram um ambiente de medo na Assembleia Geral do FC Porto de novembro de 2013, que terminou de forma precipitada com agressões e desacatos.

Além disso, as autoridades suspeitam que a venda de bilhetes para jogos do FC Porto possa estar em causa no que toca à organização dos Super Dragões e, por isso, Fernando Madureira está a ser investigado.

Rodolfo Reis, antigo capitão do FC Porto, deixou no ar algumas questões em declarações na CMTV. "Os Super Dragões atacaram a academia? Em Alcochete quem eram? Eram os Super Dragões? Eram os Super Dragões em Alcochete? Eram? Ah!", atirou o ex-capitão do FC Porto.

Por outro lado, Rodolfo Reis aproveitou também para dar razão a Pinto da Costa e diz que "há algumas pessoas na comunicação social antiFC Porto". "Há pessoas na comunicação social muito sérias, muito, muito sérias, muito sérias", defendeu o antigo jogador dos azuis e brancos.

"Eram os Super Dragões em Alcochete? Eram?"

O presidente do FC Porto e recandidato a um próximo mandato, recorde-se, criticou alguns membros da comunicação social no Coliseu do Porto, por ocasião da apresentação da sua recandidatura e alguns jornalistas acabaram por ser agredidos com objetos que foram atirados desde a plateia.

"Temos uma Comunicação Social que nos hostiliza. Ouvi um comentador desportivo dizer que eu mantinha um discurso contra a imprensa lisboeta. E que a candidatura do meu adversário era para combater isso mesmo", referiu Pinto da Costa no seu discurso no Coliseu do Porto.

"Sou permanentemente atacado e insultado, mas isso só me dá força. Enquanto eu sentir que as televisões lisboetas me quer ver daqui para fora eu piso bem os pés no chão e digo: Vamos em frente FC Porto", avisou o líder do emblema da Invicta que concorre a outro ato eleitoral, porventura o mais movimentado desde que assumiu a cadeira de presidente do FC Porto.

"Quero deixar um abraço ao Fernando Madureira e à sua mulher"

Além disso, Pinto da Costa deixou um "abraço" a Fernando Madureira. "Quero deixar um abraço ao Fernando Madureira e à sua mulher, porque os amigos são para as ocasiões", disse, agradecendo o que os Super Dragões têm feito pelo clube.

"Como amigo mando-lhes um grande abraço de solidariedade porque eles foram fundamentais no apoio que os Super Dragões deram às nossas equipas nos vários momentos. E não é por estar a passar um momento mais difícil que deixo de ser seu amigo, sem ser íntimo mas amigo, porque foi e espero que irá ser um grande chefe da claque a apoiar o FC Porto", afirmou Pinto da Costa que, em tempos, enfrentou também o processo Apito Dourado, contando, na altura, com apoio dos Super Dragões.