Portugal
Domínio pronunciado do FC Porto
2022-02-09 09:25:00
FC Porto ganhou 10 dos últimos 12 jogos caseiros na I Liga

O FC Porto ganhou 10 das últimas 12 receções ao Sporting para a I Liga portuguesa de futebol e só perdeu uma das derradeiras 14, acentuando um domínio pronunciado no histórico.

Desde 2009/10, os ‘dragões’ só falharam o triunfo em 2015/16, derrotados por 3-1 pelo ‘onze’ liderado por Jorge Jesus, então em luta com o Benfica pelo título, e na época passada, com um ‘nulo’ que os manteve a 10 pontos dos ‘leões’.

Em 30 de abril de 2016, à 32.ª e antepenúltima jornada da I Liga 2015/16, os ‘leões’ ganharam com dois golos do agora regressado argelino Islam Slimani, aos 23 e 44 minutos, e um tento do brasileiro Bruno César, aos 85, contra um penálti do mexicano Herrera, aos 35.

Com este triunfo - primeiro depois do 1-0 de 2006/07, selado com um livre direto do chileno Rodrigo Tello -, o Sporting manteve-se a dois pontos do Benfica, de Rui Vitória, que não cederia até ao fim e venceria o campeonato com um recorde de 88 pontos, contra 86 dos ‘leões’.

Na época passada, em 27 de fevereiro de 2021, o Sporting surgiu no Dragão com 10 pontos de vantagem sobre o FC Porto e logrou um ‘nulo’ com sabor a vitória, que se veio a revelar importante na conquista do título por parte dos ‘leões’.

Para o FC Porto, estes dois ‘contratempos’ são porém, exceções, nos últimos 12 jogos, já que os restantes 10 acabaram com triunfos portistas, o primeiro por 1-0, em 2009/10, com um golo do colombiano Radamel Falcao, logo aos três minutos.

Na época seguinte, os ‘dragões’ venceram por 3-2, com mais dois de Falcao, para somarem, depois, quatro vitórias seguidas sempre por mais do que um golo.

A formação ‘azul e branca’ venceu por 2-0 em 2011/12, com um ‘bis’ do brasileiro Hulk, também por 2-0 em 2012/13, com tentos colombianos de Jackson e James, por 3-1 em 2013/14, com golos de Josué, Danilo e do argentino Lucho, e por 3-0 em 2014/15, com ‘hat-trick’ do espanhol Cristian Tello.

Após o desaire com o ‘onze’ de Jesus, os portistas venceram três seguidos por 2-1: ‘bis’ do brasileiro Soares em 2016/17, tentos do espanhol Marcano e do argelino Brahimi em 2017/18, e golos de Danilo e Herrera em 2018/19.

Em 2020/21, já sem público, devido à pandemia da covid-19, os ‘dragões’ impuseram-se por 2-0, com golos de Danilo e do maliano Marega, para selarem, à 32.ª jornada, em 15 de julho de 2020, o 29.º título de campeões.

No total dos 87 jogos no Porto, entre Lima, Ameal, Constituição, Antas e Dragão, os ‘azuis e brancos’ somam 48 vitórias, contra 14 dos ‘leões’, num duelo com 25 empates. Soma também mais 69 golos (153 contra 84).

Face à supremacia total nos últimos anos, os portistas reforçaram a vantagem no histórico, que começaram a construir desde os primeiros jogos, com um triunfo por 4-2 em 1934/35, seguido da maior goleada de sempre (10-1).

O melhor período dos ‘dragões’ aconteceu entre 1976/77 e 95/96, com 13 vitórias e sete empates, em 20 jogos, sendo que, nos últimos 24 anos, só perderam duas vezes (16 triunfos e seis igualdades).

Por seu lado, o Sporting teve os seus melhores momentos entre 1959/60 e 64/65, com quatro vitórias e duas derrotas, e entre 1971/72 e 75/76, período de cinco anos em que se manteve invicto (dois triunfos e três empates).

O ‘clássico’ entre FC Porto e Sporting, da 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol de 2021/22, está marcado para sexta-feira, às 20:15, no Estádio do Dragão, no Porto.