Portugal
"Di María se calhar não jogava no Sporting"
2024-01-03 11:55:00
"Se calhar não jogava, apesar de eu achar que é um jogador excelente com a bolinha nos pés", diz ex-futebolista

Ángel Di María e Nico Otamendi são dois campeões do Mundo que atuam ao serviço do Benfica e se o central já estava na Luz na altura em que se sagrou campeão mundial, Di María, que já tinha passado pelo Benfica, voltou à Luz já com o estatuto de campeão do Mundo. O camisola 11 encarnado rapidamente passou a ser presença frequente no onze de Roger Schmidt e até marcou golos decisivos já, contando também com assistências.

Porém, há quem entenda que Ángel Di María não teria lugar, eventualmente, no Sporting, que comanda a classificação do campeonato português e que conta na frente com nomes como Trincão, Marcus Edwards, Pedro Gonçalves, Paulinho ou Viktor Gyokeres.

Questionado se Ángel Di María seria titular na equipa do Sporting, Fernando Mendes disse que "se calhar não". "Não sei, não sou treinador", justificou, realçando que pela forma como o Sporting joga, porventura o argentino não teria lugar em Alvalade.

"Se calhar não jogava, apesar de eu achar que é um jogador excelente com a bolinha nos pés. Com a bolinha nos pés. Se calhar não jogava. Acho eu", observou ainda Fernando Mendes.

"O Sporting também já teve o Anderson Polga há uns anos atrás"

Em declarações na CMTV, Fernando Mendes destacou ainda que não olha para o estatuto de campeão do Mundo para ver se um jogador merece ser titular ou não e dá o exemplo de que também por Alvalade já passou um jogador campeão do Mundo.

"E qual é o problema? O Sporting também já teve o Anderson Polga há uns anos atrás. Foi campeão do Mundo", sublinhou ainda o antigo jogador de futebol.

A somar a isso, Mendes lembrou também que o jogador com a "bola nos pés" consegue mostrar valor, mas acredita que os atletas devem mostrar outros créditos quando não têm bola, no capítulo coletivo de apoios aos colegas em campo.

Ángel Di María assinou por uma temporada com o Benfica e tem sido uma das presenças mais frequentes nas apostas de Roger Schmidt. O camisola 11 tem vindo a evidenciar-se de águia ao peito com golos de bola corrida ou através de bola parada.

Além disso, o internacional argentino tem vindo a revelar-se decisivo também ao nível de assistências para golos dos colegas no emblema campeão nacional. Porém, Fernando Mendes admite que não estaria seguro da titularidade de Di María se fosse jogador do Sporting treinado por Rúben Amorim.