Portugal
Depoitre deixou o Dragão e reservou entrada na lista de “flops” [1/12]
2017-06-24 15:30:00
São muitos os exemplos de avançados que falharam rotundamente ao serviço dos três grandes

Laurent Depoitre trocou o FC Porto pelos ingleses do Huddersfield Town, deixando o Dragão pela porta pequena. Após ter custado seis milhões de euros aos cofres azuis e brancos, o avançado belga deixa a Liga portuguesa sem nunca ter conseguido mostrar requisitos para se afirmar como uma referência em termos ofensivos no FC Porto.

Mesmo quando Nuno Espírito Santo teve alguns problemas no ataque, já na segunda metade da temporada, Depoitre tornou-se numa carta fora do baralho, com o técnico a preferir, inclusive, lançar o júnior Rui Pedro à frente do belga. Em números, a passagem de Depoitre pelo futebol português resultou em 13 encontros realizados, sendo titular em somente cinco deles, e apenas dois golos marcados, o que dá uma média de 0,15 golos por jogo.

O possante avançado diz assim adeus aos dragões, mas, certamente, sem deixar grandes saudades aos adeptos azuis e brancos. Não é caso único. A lista de falhanços é grande. Sobretudo avançados. Entre os três grandes há dezenas e dezenas de exemplos de jogadores que não renderam o esperado. É aquilo a que na gíria se chama de “flop”. Depoitre, de 28 anos, “conseguiu” reservar entrada nessa lista. Contudo, há casos ainda mais expressivos de atacantes dos grandes que revelaram uma ineficácia acima da média.

Na seguinte lista apresentamos onze exemplos de avançados que tiveram passagens efémeras pelos grandes já neste século, tendo realizado menos de 15 encontros, tal como o belga, e com ainda menos golos marcados. Alguns tiveram uma passagem tão despercebida, que se os adeptos se lembram deles é mesmo pelos piores motivos…

Veja as páginas seguintes para conhecer os onze “flops” que compõem esta lista.