Portugal
“Daniel Ramos é dos melhores treinadores portugueses”, elogia Toni
Redação
2021-04-27 16:05:00
Antigo treinador do Benfica elogia trabalho do técnico do Santa Clara 

A boa exibição do Santa Clara diante do Benfica, no jogo de ontem, da 29.ª jornada da I Liga, merece elogios de Toni, que se manifesta rendido ao excelente trabalho do técnico Daniel Ramos. Os açorianos já tinham criado enormes dificuldades a Sporting e FC Porto, que só em período de compensação garantiram triunfos. Ontem, no Estádio do Luz, a formação insular esteve em grande plano, concedendo muito poucas oportunidades de golo ao Benfica. 

Toni não acredita em coincidências. Pelo contrário. Num comentário ao jogo do Santa Clara no Estádio da Luz, que terminou com uma exibição cinzenta dos encarnados e com um triunfo por 2-1, enaltece o desempenho de Daniel Ramos, em todas as equipas por onde o técnico tem passado.  

Não é normal uma equipa como o Benfica, a jogar em casa, aos 25 minutos da segunda parte fazer o 2-1 no único remate que faz à baliza. Mas há que dar mérito ao Santa Clara, que neutralizou completamente o Benfica. Daniel Ramos é dos melhores treinadores portugueses. Por onde quer que passe, faz um trabalho notável”, afirmou Toni, no canal 11. 

Já a equipa de Jorge Jesus apresenta-se “numa montanha-russa", com altos e baixos e alterações do nível exibicional em mutações constantes, jornada após jornada. Depois de ser derrotado pelo Gil Vicente, o clube da Luz goleou o Portimonense, com uma segunda parte de grande nível. Ontem, voltou a evidenciar sinais de bipolaridade. 

O Benfica tem andado numa montanha-russa. O seu futebol ainda não estabilizou. Perde com o Gil Vicente, goleia o Portimonense e agora vence o Santa Clara com dificuldade. Assinalo a exibições cinzentas do Benfica, mas vejo o FC Porto e o Sporting e os resultados também são escassos”, ressalva Toni, que antecipa um final de campeonato com muitas indefinições, sobretudo no que diz respeito à luta pelo segundo lugar. 

“A verdade é que o jogo com o FC Porto é daqui a duas jornadas e há apenas quatro pontos de diferença. Abre-se uma luz em relação à luta pelo segundo lugar. A jornada foi profícua para o Benfica, até porque passou a estar a cinco pontos do SC Braga”, enaltece o técnico.