Portugal
Coutada afastou Adão Mendes por querer “maior transparência”
2017-06-15 10:15:00
Atual vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol explica os motivos do afastamento do ex-árbitro do CA

Carlos Coutada afastou Adão Mendes, ex-árbitro envolvido no caso das trocas de emails com agentes do Benfica, do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Braga em 2011 em busca de “maior rigor e transparência”, segundo explicou o atual vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol ao jornal “O Jogo”.

“Confirmo que o afastei”, começou por dizer Carlos Coutada. “Senti que estava na hora de mudar a configuração do Conselho de Arbitragem da AF Braga. Tinha outras opções, pretendi uma renovação, dando maior rigor e transparência”, lembrou.

Ainda assim, Coutada garantiu que não tinha dados que comprovassem algo contra Adão Mendes. “Tudo o que fiz foi para o bem do Conselho de Arbitragem da AF Braga. Mas, atenção, optei por afastar Adão Mendes sem nunca ter tido algum dado que me levasse a suspeitar de atividades ilícitas”, afirmou o atual dirigente da FPF.