Portugal
"Conceição tem reações que não são dignas. Fica aquém do desejável no FC Porto"
Redação
2021-03-24 13:20:00
"Se calhar passou ao lado de algumas [expulsões] que devia ter e não teve", diz Figueiredo

António Figueiredo, antigo vice-presidente do Benfica, diz que é preciso de uma vez por todas aplicar castigos e multas que 'pesem' aos protagonistas de confusões e desacatos nos estádios de futebol.

O ex-dirigente encarnado diz que cenas como as que se assistiram no sábado passado, em Portimão, entre Sérgio Conceição e Paulo Sérgio, treinadores de FC Porto e Portimonense, respetivamente, merecem um olhar particular e detalhado por parte das instâncias que tutelam a disciplina, em Portugal.

"Depois resolvem isto com multas de 20 euros", ironizou António Figueiredo, salientando que percebe que com os estádios vazios há coisas que são audíveis mas acredita que as bancadas despidas de público não podem justificar certas situações.

"Com os estádios vazios ouve-se. O barulho do público apaga alguns sons. Independentemente disso, todos conhecemos o caráter do Sérgio Conceição e que não é hipocrita. Mas muitas vezes tem um comportamento que fica aquém do que seria desejável para um treinador do FC Porto."

Embora no caso em questão o FC Porto tenha vencido por 2-1, o ex-vice do Benfica salienta que quando os dragões perdem há reações de Sérgio Conceição que condena.

"Estou a falar de quando perde ou os resultados são maus. Há sempre qualquer coisa", disse António Figueiredo, destacando que "o Sérgio Conceição quando perde tem reações que não são dignas".

Perante situações destas, António Figueiredo diz que "não se podem negar as reações do Sérgio Conceição..."

Confrontado com o número de expulsões que Sérgio Conceição tem nesta temporada que são em número semelhante a Rúben Amorim, por exemplo, António Figueiredo destaca que o treinador dos azuis e brancos "se calhar passou ao lado de algumas que devia ter e não teve".

Daí que, para António Figueiredo, desacatos como aqueles que se verificaram em Portimão, insiste, devam ter castigos exemplares.

"Isto tem de ser de forma exemplar", disse Figueiredo, na CMTV, que falava ainda antes de ser conhecido o castigo aplicado quer a Paulo Sérgio quer a Sérgio Conceição.

Os treinadores do FC Porto, Sérgio Conceição, e do Portimonense, Paulo Sérgio, foram multados e alvos de processos disciplinares, anunciou o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Na base da decisão do CD estão os incidentes ocorridos entre os dois técnicos, após terem sido expulsos no decorrer da segunda parte do jogo de domingo, a contar para a I Liga, que os ‘dragões’ venceram por 2-1.

Além dos processos disciplinares instaurados, Sérgio Conceição foi multado em 2.040 euros, enquanto Paulo Sérgio foi punido com 408 euros.

De acordo com o relatório do árbitro Rui Costa, que dirigiu a partida da 24.ª jornada, Sérgio Conceição foi expulso “por ter saído da sua área técnica, em direção ao treinador da equipa do Portimonense, gritando" palavrões, logo depois de Sérgio Oliveira ter marcado o segundo golo dos azuis e brancos.

Por seu lado, Paulo Sérgio foi igualmente expulso “por ter respondido às palavras que foram dirigidas pelo treinador da equipa do FC Porto, tendo saído da sua área técnica" e "gritando" alguns palavrões.