Portugal
"Conceição não é malcriado. Benevolência só há com João Neves e António Silva"
2024-01-17 11:45:00
"Nós FC Porto, evidentemente, que nos sentimos prejudicados porque sentimos estas coisas na pele jornada após jornada"

O FC Porto não se conforma com as arbitragens e pela voz de Francisco J. Marques lamenta, por exemplo, alguns amarelos que têm sido dados a Francisco Conceição, jogador da equipa principal. "Isto desculpem lá mas não é normal, não é normal. O Francisco Conceição é um jogador de estatura baixa, franzino, que não tem maldade nenhuma, não é malcriado, tem apenas uma característica: tem o mesmo apelido, é filho do treinador do FC Porto”, referiu o diretor de Informação e Comunicação do FC Porto. 

“Só isso pode explicar que ele seja tantas vezes admoestado com amarelos", apontou Francisco J. Marques, em declarações no Porto Canal, falando, de resto, do jogo com o SC Braga para a I Liga como exemplo na defesa de Francisco Conceição, jogador que tem vindo a conquistar cada vez mais minutos no FC Porto.

"Neste jogo importante, um clássico com o SC Braga, por volta dos 15 minutos, o Francisco sofre uma falta na primeira parte, quando vai em ataque perigoso. E a falta foi assinalada mas não teve qualquer intervenção disciplinar. Na segunda parte ele fez uma falta a mais de 70 metros da baliza do FC Porto e foi logo cartão amarelo”, observou o diretor do FC Porto, apelando a que seja feita uma “reflexão”.

"Francisco Conceição não tem maldade nenhuma, não é malcriado"

“Isto não é normal. Tem que haver uma reflexão por que é que os jogadores do FC Porto e particularmente alguns…”, comentou, dando o exemplo de Otávio, ex-médio dos dragões que era visado pelas arbitragens, em seu entender também.

"No ano passado tínhamos um jogador, o Otávio, que pelo seu feitio, às vezes excedia-se um pouco, levava amarelos por causa disso e toda a gente compreendida, porque era o chamado rezingão e estava sempre ali a discutir”.

Porém, em relação a Francisco Conceição, Francisco J. Marques diz que “nem sequer é o caso” visto que Francisco Conceição “é um jogador que não protesta, não interage com os árbitros permanentemente”. 

“Benevolência só há em relação ao João Neves e ao António Silva”

Deste modo, Francisco J. Marques estranha os amarelos dados a Francisco Conceição dizendo que, por estas estatísticas, nem o “central mais caceteiro vê [tais amarelos] ao fim da primeira volta de um campeonato”.

Nestas declarações, Francisco J. Marques aproveitou para endereçar um reparo também para as arbitragens nos jogos com o Benfica.

"Nós FC Porto, evidentemente, que nos sentimos prejudicados porque sentimos estas coisas na pele jornada após jornada. Mal seria se não o fosse”, apontou, falando de um “comportamento rigoroso” com o FC Porto.

“Benevolência só há em relação ao João Neves e ao António Silva”, salientou, dizendo mesmo que “há uma diferença de tratamento que tem de terminar”, concluiu.