Portugal
Buscas à SAD do FC Porto. "É de uma gravidade absurda, se isto for verdade"
2024-06-17 12:50:00
Paulo Saragoça da Matta comenta alegado alinhamento de dias para buscas à SAD do FC Porto

A CNN Portugal divulgou escutas cruzadas no âmbito do processo Influencer em que há suspeitas de que o FC Porto terá negociado com as autoridades uma data para a realização de buscas à SAD azul e branca. Tudo apareceu na sequência de um telefonema de Matos Ferandes, ex-ministro do Ambiente, que tentava contactar o pai, Matos Fernandes, antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do FC Porto.

De acordo com a CNN Portugal, o FC Porto tentou negociar as datas para que as buscas não tivessem impacto num jogo da Liga dos Campeões entre o FC Porto e o Liverpool.

Saragoça da Matta comenta caso das buscas à SAD do FC Porto

Paulo Saragoça da Matta, um dos mais mediáticos advogados portugueses, lamenta que isto possa ter acontecido. "É de uma gravidade absurda, se isto for verdade", admitiu Saragoça da Matta.

"A concertação de datas de buscas pressupõe um entrosamento de pessoas de elevadíssima importância por parte de quem realizada as buscas e por parte de quem é buscado", comentou ainda o advogado.

Em declarações na CNN Portugal, Paulo Saragoça da Matta salientou ainda que "este tipo de influência de pessoas que estão há muitos anos em cargos de poder têm sido uma constante ao longo da história de Portugal".

O advogado sublinhou ainda que "o Ministério Público está, e bem, obrigado a um princípio de legalidade, a uma obrigatoriedade de investigação sem olhar a quem".

Em todo o caso, Paulo Saragoça da Matta lembrou que "quando há possibilidade de concertar coisas, o ser humano tem tendência para as concertar".

Advogado espera que Ministério Público se justifique

Ainda assim, Paulo Saragoça da Matta espera que o Ministério Público venha explicar esta situação ao país. "Eles já sabiam que era hoje (operação de buscas à SAD do clube)", relatou, alegadamente, Matos Ferandes (pai) a Matos Fernades (filho), cita a CNN Portugal, a um caso que remonta ao tempo em que Pinto da Costa era líder do FC Porto.

"Eles até tinham pedido que fosse hoje para não ser no dia do jogo; e a polícia disse que então era na segunda ou na sexta", pode ler-se ainda na CNN Portugal que teve acesso a este caso.

Pinto da Costa liderou o FC Porto durante mais de 40 anos. O atual presidente honorário do FC Porto deixou o cargo depois de perder as eleições e há quem tenha "medo do que pode acontecer a Pinto da Costa".

Tags: