Portugal
Bruno de Carvalho concorda com Pinto da Costa na controvérsia sobre Varandas
2020-10-29 11:40:00
"Nunca cheguei a esse extremo", diz o ex-presidente dos leões

Bruno de Carvalho concorda com Pinto da Costa quando o presidente do FC Porto considera que Frederico Varandas foi "beneficiado" com o ataque ao centro de treinos do Sporting, em Alcochete.

"Pinto da Costa disse algo factual. Se houve alguém que beneficiou com aquilo que aconteceu em Alcochete, foi Varandas. Ponto. Não estou a dizer nada de especial", reagiu Bruno de Carvalho.

"Alguém que passa de médico a presidente beneficiou. Não tem nada de mal, não tem nada de bom. Ponto final", acrescentou Bruno de Carvalho, dizendo que enquanto comandou o Sporting disse "outras coisas" às pessoas mas não foi ao ponto de "chamar bandido a ninguém".

Da troca de 'mimos', Bruno de Carvalho diz que encontrou algo de interessante e explicou qual foi. "A coisa que eu achei mais interessante da troca de palavras foi a notícia de que Pinto da Costa colocou uma queixa-crime contra Frederico Varandas. Acho muito bem."

Para o ex-presidente dos leões, "há limites" e recorda que nem ele chegou ao ponto de chamar "bandido" a ninguém no futebol nacional.

"Mesmo perante tudo que fiz, e houve coisas que não diria, é por isso que o tempo nos vai melhorando, nunca cheguei a esse extremo mesmo em situações muito extremas que vivi no Sporting."

Bruno de Carvalho aconselhou ainda Frederico Varandas a receitar a ele mesmo "medicamentos" porque "está com um discurso muito desesperado para alguém que caiu nas graças da comunicação social".

Sobre este caso, recorde-se, a troca de 'mimos' entre os presidentes do FC Porto e do Sporting tem sido constante nos últimos tempos, com o líder portista a realçar que Varandas tirou proveitos do ataque à Academia, sendo que Varandas foi, no entender de Pinto da Costa, o único “beneficiado” com a invasão.

A resposta de Frederico Varandas não se fez esperar com o líder verde e branco a acusar Pinto da Costa de ser um "bandido", em alusão ao processo Apito Dourado. 

Entretanto, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, anunciou já que vai apresentar uma queixa-crime contra o homólogo do Sporting, Frederico Varandas.

Além deste assunto, o ex-presidente verde e branco, Bruno de Carvalho, aproveitou a presença no programa de Youtube Bola na Rede ainda para deixar uma palavra para as modalidades leoninas, admitindo que o cenário não é o que esperava.

"Tenho falado com muitos jogadores das modalidades e não se vive um momento saudável", disse, admitindo ter "saudades" de acompanhar as modalidades leoninas, algo que não tem sido possível também por via das normas de controlo da pandemia.

"Vive-se uma altura tão estranha no Sporting que não quero criar episódios. Quero paz e sossego para a minha vida e queria isso para o Sporting", afirmou, em declarações no programa de Youtube Bola na Rede.

Bruno de Carvalho diz que "tem que existir outro ambiente em Alvalade" para que ele possa contactar diretamente com as pessoas "como adepto".

"Gostava mas não é altura para isso", esclareceu o ex-presidente do Sporting, em defesa das modalides leoninas, algo para o qual também Tavares Pereira, ex-candidato ao Sporting, chamou a atenção, recentemente.