Portugal
Boavista alonga recuperação perante pior série do Paços de Ferreira
Redação
2021-04-16 21:45:00
Panteras somam terceiro jogo consecutivo sem perder

O Boavista prosseguiu hoje uma recuperação gradual na classificação rumo à permanência na I Liga de futebol, ao regressar aos triunfos caseiros diante do Paços de Ferreira, por 2-0, em encontro de abertura da 27.ª jornada.

No Estádio do Bessa, os golos do gambiano Yusupha (13 minutos) e do inglês Angel Gomes (42), de penálti, ditaram o terceiro jogo consecutivo sem perder das ‘panteras’ e a terceira derrota seguida dos ‘castores’, em plena pior série de resultados desta época.

O Boavista juntou-se provisoriamente a Gil Vicente, Rio Ave e Tondela no 10.º lugar, todos com 28 pontos, seis acima da zona de descida, enquanto o Paços de Ferreira prossegue no quinto posto, o último de acesso direto às provas europeias, com 44.

A completar uma volta inteira do campeonato no comando técnico dos portuenses, Jesualdo Ferreira beneficiou do regresso do influente Angel Gomes, que manifestou as intenções ofensivas dos anfitriões logo aos três minutos, num ‘tiro’ de primeira ao lado.

O Boavista assumia a iniciativa, embora o Paços de Ferreira tenha despertado em contra-ataque aos 10 minutos, quando Show deixou a bola nos pés de Uilton, que escapou na direita e serviu, com a complacência de Adil Rami, para um desvio torto de Hélder Ferreira.

Mais eficaz esteve Yusupha três minutos depois, ao aparecer sozinho na pequena área e junto ao segundo poste para corresponder a um cruzamento de Alberth Elis, também a partir do flanco destro, e anotar o seu terceiro golo nos últimos dois jogos na I Liga.

A desvantagem estimulou a formação de Pepa a pressionar mais alto e o regressado Douglas Tanque ameaçou a igualdade aos 33 minutos, ao cabecear para defesa vistosa de Léo Jardim, após combinação entre Bruno Costa e Hélder Ferreira pela esquerda.

A partida prosseguia movimentada nas imediações das duas áreas, conforme evidenciou o minuto 35, marcado por pontapés quase consecutivos ao poste por parte de Angel Gomes e Uilton, este último depois de uma defesa inicial do guarda-redes ‘axadrezado’.

Aposta dos ‘castores’ para substituir o castigado Stephen Eustáquio, Martín Calderón frustrou a estreia a titular aos 41 minutos, ao travar em falta uma incursão de Reggie Cannon na área e conceder um penálti, convertido por Angel Gomes.

O Paços de Ferreira encarou a etapa complementar com maior propensão atacante, mas foi somando erros em zonas de criação e só incomodou Léo Jardim aos 67 minutos, através de um cruzamento chegado à baliza do recém-entrado Luther Singh na direita.

Aos 70, Bruno Costa cobrou um canto do lado contrário e o esférico atravessou toda a área, sofrendo alguns desvios até bater na coxa de Luiz Carlos e esbarrar no ferro da baliza do Boavista, que ia espantando ‘fantasmas’ antigos na gestão de vantagens.

O avanço do relógio elevou a consistência defensiva dos pupilos de Jesualdo Ferreira, capazes de recuperar algum fulgor em terrenos adiantados graças a um cabeamento ao lado de Alberth Elis (75 minutos) e um pontapé de Nuno Santos travado por Jordi (83).

À entrada para o período de compensação de um jogo em que Yusupha e Chidozie saíram lesionados, Devenish foi atingido na cabeça com um toque involuntário de Léo Jardim e teve de ser transportado para uma ambulância com maca e colar cervical.