Portugal
“Benfica vai dar os parabéns ao Sporting. Aqui no Sul fazemos isso”
2021-05-12 14:55:00
Manuel Fernandes acredita que Benfica irá felicitar o campeão, lamenta que “nem todos o façam” e recorda Humberto Coelho

O Sporting acaba de conquistar o título e é na ressaca dessa conquista que irá defrontar o Benfica, no dérbi da capital, que se disputa já na próxima ronda. Manuel Fernandes, antiga glória leonina, recorda o histórico entre os dois clubes. E lembra a temporada de 1981/82, quando os leões se sagraram campeões nacionais e o capitão encarnado de então, Humberto Coelho, cumpriu essa tradição.  

E recuemos no tempo. No dérbi da época seguinte, em 1982/83, em que os encarnados viriam a recuperar o título, na habitual cerimónia de capitães onde se escolhe campo e bola e se trocam galhardetes, Manuel Fernandes e Humberto Coelho elevaram o fair-play a um patamar superior. 

“Eu e os meus colegas queríamos dar os parabéns pela magnífica carreira que tiveram nesta época, não só pela conquista do campeonatomas também pela brilhante carreira que fizeram na Taça UEFA. E desejo as maiores felicidades para a Taça de Portugal”, afirmou Manuel Fernandes, na altura capitão do Sporting. 

Humberto Coelho devolveu a gentileza, num belo momento que ficou gravado nas grandes memórias do futebol. “Muito obrigado, Manuel Fernandes. Em nome do Benfica espero que o Benfica seja um digno sucessor do Sporting, que nós consideramos uma belíssima equipa, com bons profissionais, bons jogadores, bom clube, porque representaram o país como o fizeram na época passada”, disse. 

Passaram quase 40 anos desde esse momento, que pode recordar neste vídeo: 

Agora, com o Sporting campeão em vésperas de um dérbi, Manuel Fernandes espera que a história se repita e que a elevação se sobreponha a clubismos exacerbados. Em declarações à Renascença, o ex-futebolista leonino manifesta uma forte crença de que o capitão do Benfica irá dar os parabéns a Coates. E que o clube da Kuz também o fará. 

"Este campeonato foi ganho com muito mérito do Sporting, daí que eu não me admire que o capitão do Benfica e o próprio clube deem os parabéns ao Sporting. Infelizmente, nem todos o fazem. Mas não tenho dúvidas de que o Benfica o vai fazer. E se assim não for será uma surpresa para mim. Acho que o Benfica vai fazê-lo e vai reconhecer que o Sporting este ano foi um justo vencedor. Não tenho dúvidas nenhumas que nós, aqui no Sul, fazemos isso”, disse hoje o antigo capitão leonino, em declarações a Bola Branca. 

Já num direto com a TSF, Manuel Fernandes elogiou o plantel leonino, o presidente do Sporting, todos os dirigentes e, claro está, Rúben Amorim. E revelou que a crença num Sporting campeão subiu de nível depois do triunfo em Braga, conseguido com a equipa reduzida a 10 elementos, após expulsão do defesa Gonçalo Inácio.

Sempre acreditei que seria campeão. Quem fez aquilo em Braga, ganhar o jogo, é de um espírito de grupo espetacular. Percebi que o título já não fugiria. Tivemos o melhor árbitro português, mas foi muito infeliz.  É um título de muita gente. Temos de reconhecer que os jogadores são fundamentais, liderados por um capitão notável”, realçou. 

Para o presidente, uma palavra especial: “O maior mérito é de Frederico Varandas, com Hugo Viana. Quando foi descobrir Rúben Amorim toda a gente ficou em pânico, pelo dinheiro da transferência. Conheço Frederico Varandas. E para ele fazer esse investimento sabia o que estava a fazer 

“Varandas vai buscar o Rúben Amorim e acho que é o treinador que faz isto tudo. Já fui jogador, treinador, e mais do que táticas e condição física, o importante é a liderança. Vale 75, 80 por cento do sucesso de uma equipa”, referiu. 

Manuel Fernandes lembra ainda o fim da época passada, em que o SC Braga ultrapassou o Sporting na tabela. E faz críticas a António Salvador, presidente do emblema minhoto.  

Amorim perdeu o terceiro lugar, o que levou o presidente do SC Braga a afirmar algo que é ridículo: dizer que o SC Braga era a terceira força nacional. O SC Braga só por três vezes terminou à frente do Sporting e nunca foi campeão”, assinala.

Se na época passada o Sporting falhou os seus objetivos, na presente temporada precaveu-se, preparando uma equipa que merece o reconhecimento unânime. “Para esta época, o Sporting foi buscar os jogadores que o clube mais precisava. Rúben gosta deste modelo de jogo e foi buscar jogadores para interpretarem bem este sistema. E apostou fortemente na formação do Sporting. Ele viu potencial no Nuno Mendes e lançou-o sem problemas. Tiago Tomás, 18 anos. Jogou muitos minutos. Gonçalo Inácio, mais um. Três miúdos que foram fundamentais nesta conquista”, enfatiza. 

Manuel Fernandes elogia, desta forma, a política de aposta na formação do Sporting. E faz uma crítica a “outros clubes que põem miúdos quando estão a ganhar 3-0...”.  

Agora, e depois de celebrar um título quase duas décadas depois, Manuel Fernandes crê que o emblema de Alvalade não atravessará outro longo período de jejum. “O Sporting não vai ficar mais 19 anos sem ganhar o título. Conhecendo Varandas, sei que irá preparar o Sporting na próxima época para manter esta chama viva, com Rúben Amorim”, conclui,