Portugal
"Benfica soube perder. Os falsos independentes é que são os grandes derrotados"
2020-08-02 19:00:00
Pinto da Costa enaltece o "digno vencido" e aponta o dedo aos "papagaios"

Pinto da Costa afirmou que vencer a final da Taça da Portugal "teve um sabor especial" por ter sido conquistada diante de um rival, o Benfica.

"Ganhar ao Benfica ou ao Sporting tem um significado especial, da mesma forma que para o Benfica tem ganhar ao FC Porto", admitiu o presidente dos dragões, antes de lembrar que a equipa azul e branca jogou "uma hora" reduzida a dez elementos, devido à expulsão de Alex Telles.

"Já era difícil, mais difícil ficou. A nossa equipa, mesmo com dez, demonstrou que esta época foi irresistível. Tanto fez que o jogo fosse no Porto, em Lisboa ou em Coimbra, tanto fez que fosse com 10 ou 11 jogadores, tanto fez que fosse com coronavírus ou sem, em todas as circunstâncias vencemos categoricamente", sustentou.

Perante todas essas circunstâncias, o rival também tem de ser enaltecido, explicou.

"Não se pode tirar mérito ao Benfica", sustentou Pinto da Costa, considerando que o rival, "não tendo jogado bem" na final da Taça, "não tendo aproveitado a oportunidade de jogar uma hora contra dez, foi um digno vencido".

"Aplicou-se seriamente, tentou ganhar, teve desportivismo", insistiu, explicando que assim não se podia classificar a derrota como "vergonhosa".

"Mais do que o Benfica, os grandes derrotados desta época foram alguns jornalistas, alguns comentadores, alguns órgãos de comunicação social que tudo fizeram para que o FC Porto não vencesse", frisou o dirigente azul e branco.

E lembrou o "inteligente lá do bairro" que, em janeiro, vaticinava "que o Benfica ia ao Dragão dar o cheque-mate" no campeonato.

"Afirmou até que o Benfica era grande de mais para jogar em Portugal. No fim, essa equipa que os papagaios diziam que era grande de mais para Portugal não ganhou nada", atacou.

"O Benfica soube perder com dignidade. Os grandes derrotados, repito, são esses falsos moralistas, esses falsos independentes que fizeram com que esgotasse Rennie aqui no Porto", concluiu Pinto da Costa.