Portugal
"Bastava algumas grandes penalidades para Benfica ter mais oito pontos"
Redação
2021-03-01 12:50:00
Varandas Fernandes critica arbitragens e garante Benfica "na luta"

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, fez um balanço da época em curso, no dia do 117.º aniversário do clube, e assumiu responsabilidades pela temporada aquém das expectativas, procurando justificar o mau momento da equipa encarnada.

Varandas Fernandes, vice-presidente benfiquista, sai a público, nesta segunda-feira, para, na linha do líder da Luz, sublinhar que a direção está "coesa" e unida para tentar ultrapassar o mau momento do plantel principal.

"Acredito que nos vamos qualificar para a Champions. Temos equipa, estrutura e um grande treinador. Temos uma direção muito forte e coesa", assegurou Varandas Fernandes, velando críticas às arbitragens na questão das grandes penalidades.

"Bastava marcarem algumas grandes penalidades que não foram marcadas para ter mais oito pontos. Alguns rivais têm 12 penáltis e nós temos zero", lamentou o dirigente das águias, destacando que pensar no título nesta temporada não é um exagero face à distância pontual para o líder Sporting.

"Não há utopia. A luta é entre todos os rivais. Estamos todos na luta. A nossa ambição é ficar em primeiro. Ficar em segundo já é mau. Aspiramos sempre a mais", declarou Varandas Fernandes, sustentando, novamente em relação às arbitragens, que o Benfica pede igualdade de tratamento.

"Não estamos preocupados com os outros clubes. O Benfica nunca quis um tratamento especial. O Benfica quer igualdade e justiça", afirmou Varandas Fernandes, garantindo que, na Luz, todas as situações estão preparadas.

"Estamos preparados para todos os cenários", referiu Varandas Fernandes, deixando elogios para Jorge Jesus, mostrando-se confiante nas capacidades do técnico.

"O Jorge Jesus é português, com história no clube, com título e pode fazer mais e melhor. Se alguém já deu provas no passado, esse alguém é Jorge Jesus", disse Varandas Fernandes, em declarações na Renascença.

A derrota diante do Arsenal determinou o afastamento do Benfica da Liga Europa, sendo que o clube está distante da liderança no campeonato e já perdeu outros objetivos como o apuramento para a Champions desta temporada, a Taça da Liga e a Supertaça Cândido de Oliveira.