Portugal
"Benfica não aprende nada. Não tem capacidade para fazer autocrítica"
Redação
2021-02-23 22:55:00
Francisco J. Marques afirma que a "cartilha" está de regresso para "defender o indefensável"

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, aproveitou uma discussão entre José Manuel Capristano (ex-vice-presidente do Benfica) e Vasco Mendonça (conhecido adepto das águias), durante um programa televisivo, para "demonstrar" que a "cartilha" ainda existe.

“Foi demonstrado em 2017, neste estúdio, que o Benfica usava essa prática, como disse Rui Gomes da Silva. Uma prática para procurar manipular a opinião pública, difundir notícias falsas, enganar as pessoas. Zangaram-se os cartilheiros, descobrem-se as verdades”, afirmou o dirigente portista, no Universo Porto da Bancada de hoje, no Porto Canal.

“Quatro anos passados, estamos na mesma situação”, insistiu: “O Carlos Janela continua a fazer estas coisas, agora com o pomposo nome de boletim informativo”.

“O Benfica não aprende nada. E não quer aprender. Há quatro anos tinha um comportamento que é eticamente censurável, que é errado, e agora vem a saber-se que continua a fazer a mesma coisa. Não tem capacidade para fazer autocrítica e corrigir-se”, apontou Francisco J. Marques.

O diretor do FC Porto garantiu estar "à vontade" para debater o tema das "cartilhas", pois acredita que a inexistência da mesma é "a realidade para os outros clubes", tirando um: "Em relação ao Benfica, de tempos a tempos vem alguém dizer que existe".

"Só espero que, com esta demonstração de que o Benfica mantém determinadas práticas, não venhamos a ter a confirmação de que outras práticas muito censuráveis, que na altura foram tornadas públicas, também se mantenham", acrescentou.

Seja como cartilha, seja com o nome de boletim informativo, a intenção do rival da Luz é sempre a mesma. "Isto trata-se pura e simplesmente de manipulação. O que o Benfica pretende é manipular a opinião pública", acusou Francisco J. Marques.

O diretor de comunicação do FC Porto considerou ainda que "esta prática" só é possível porque "há sempre quem esteja disponível para fazer a figura ridícula de defender o indefensável, como esta coisa agora dos penáltis".

O Benfica tem-se queixado de não ter qualquer grande penalidade a favor no campeonato, com Francisco J. Marques a lembrar que não teve qualquer jogador expulso.

“O FC Porto é a segunda equipa com mais expulsões. Todos nos recordamos da violência dos jogadores do Benfica no Dragão. Sabem quantas expulsões tem o Benfica? Zero”, reagiu.

"Procura-se branquear as entradas sobre os nossos jogadores e diabolizar as entradas dos nossos jogadores, mas nós já tivemos um jogador expulso por rematar à baliza...", finalizou Francisco J. Marques, aludindo ao vermelho direto mostrado a Luis Díaz no jogo com o SC Braga.