Portugal
Benfica, FC Porto e Sporting com testes exigentes no arranque da Champions
2021-09-12 11:40:00
Águias jogam em Kiev na terça-feira, dragões visitam Atlético Madrid e leões recebem Ajax na quarta-feira

Benfica, FC Porto e Sporting têm pela frente estreias de grau de dificuldade elevada na Liga dos Campeões em futebol, no que será uma constante em toda a fase de grupos, que arranca na terça-feira.

As ‘águias’ deslocam-se na terça-feira ao reduto do Dinamo Kiev, num Grupo E em que se destaca a receção do FC Barcelona ao Bayern Munique, enquanto, na quarta-feira, os ‘dragões’ visitam o campeão espanhol Atlético de Madrid, no Grupo B, e o Sporting é anfitrião dos holandeses do Ajax, no Grupo C.

Face ao poderio dos adversários que enfrentam, os clubes lusos, todos com ‘olhos’ nos ‘oitavos’, começam desde já a jogar muito do que pode ser o seu futuro na prova, nomeadamente o Benfica, ‘obrigado’ a ganhar se ‘quiser’ mesmo seguir em frente.

Os ‘encarnados’ repetem a estreia em 1991/92, primeira edição da prova com fase de grupos, mas ‘excluída’ dos registos da ‘Champions’, sendo que, então, perderam por 1-0, num jogo marcado por uma arrepiante lesão do avançado Rui Águas.

Depois disso, o Benfica já voltou a Kiev, tendo vencido por 2-0, sob o comando de Rui Vitória, com golos dos argentinos Salvio e Cervi, na fase de grupos da edição 2016/17 – os ‘encarnados’ seriam segundos do Grupo B e os ucranianos quartos.

Para a formação de Jorge Jesus, nem o empate será ‘famoso’, em termos de apuramento, pois a luta será com o ‘temível’ Bayern Munique e o já não tão inacessível – ‘leia-se’ sem Messi - FC Barcelona, que se defrontam em Nou Camp, com favoritismo bávaro.

Um triunfo em Kiev e uma vitória germânica na Catalunha seria o cenário de sonho para os ‘encarnados’, que vão jogar privados do central brasileiro Lucas Veríssimo, expulso na segunda mão do ‘play-off’, no ‘heroico’ empate no reduto do PSV Eindhoven.

Nos outros encontros de terça-feira, o internacional luso Cristiano Ronaldo poderá voltar a representar o Manchester United na ‘Champions’, pelo qual somou 15 tentos em 52 encontros (sem pré-eliminatórias), o último em 27 de maio de 2009, no desaire por 2-0 face ao FC Barcelona, de Messi, na final de 2008/09.

O United desloca-se ao reduto do Young Boys, o conjunto mais fraco do Grupo F, enquanto o Villarreal, detentor da Liga Europa, é anfitrião da Atalanta.

Na quarta-feira, entram em ação o campeão português Sporting e o ‘vice’ FC Porto, que, como vai acontecer nas restantes cinco rondas, vai ter um encontro muito complicado, este primeiro no reduto do Atlético de Madrid, de João Félix.

Os vencedores de La Liga 2020/21 e finalistas vencidos da ‘Champions’ em 2013/14 e 2015/16 surgem ainda mais fortes do que na época passada, com o regresso de Griezmann e a contratação de Rodrigo De Paul, mais dois ‘ases’ para Diego Simeone.

Num reduto onde perdeu por 2-0 na última visita, na fase de grupos de 2011/12, o conjunto de Sérgio Conceição já ficaria ‘bem servido’ com um empate, sem bem que uma derrota, que seria normal, não coloque nada em causa em termos de apuramento.

O outro encontro do agrupamento realiza-se em Anfield Road, onde o Liverpool, de Diogo Jota, se apresenta como favorito na receção ao AC Milan - de Rafael Leão e do ‘eterno’ Zlatan Ibrahimovic -, que não joga a fase de grupos desde 2013/14.

Por seu lado, o Sporting, ausente da principal prova europeia desde 2017/18, é a única equipa lusa que atua em casa e perante aquele que será o seu principal adversário na corrida ao apuramento, o campeão holandês Ajax.

A formação ‘leonina’ tem as melhores recordações dos holandeses, já que, no único confronto, para a primeira ronda da Taça UEFA de 1988/89, somou dois triunfos, por 4-2 em casa e 2-1 em Amesterdão.

Desta vez, novo triunfo abriria boas perspetivas de apuramento para os comandados de Rúben Amorim, num agrupamento em que o Borussia Dortmund, de Haaland (20 golos, em 16 jogos), vai mostrar se é mesmo o favorito no reduto do Besiktas.

Quanto ao restante programa de quarta-feira, ‘todas as atenções’ estão centradas em Brugge, onde Messi poderá cumprir o 150.º jogo na prova e primeiro pelo Paris Saint-Germain, depois de 149, com 120 golos, ao serviço do FC Barcelona.

A deslocação do Leipzig a casa do Manchester City, igualmente para o Grupo A, também promete, tal como a receção do campeão italiano Inter de Milão ao Real Madrid, no Grupo D, no qual o único estreante, o Sheriff, recebe o Shakhtar.