Portugal
"Benfica é uma equipa de topo que joga com laterais adaptados à 12.ª jornada"
2023-12-05 14:50:00
Schmidt já testou João Neves nos corredores mas agora é Aursnes e Morato que jogam ao lado dos centrais

Se na última época Roger Schmidt apostou em Álex Grimaldo para o lado esquerdo da defesa e, do lado direito, Bah foi ocupando essa vaga, quando o dinamarquês se lesionou foi Aursnes o escolhido para jogar, sendo que Gilberto, ainda fez alguns jogos, mas não mereceu a confiança do técnico até ao final. Esta época, o problema nas laterais do Benfica manteve-se à direito, e na esquerda passou a ser também problema com a saída de Grimaldo para o Bayer Leverkusen a custo zero.

A chegada de David Jurásek e Juan Bernat não ajudaram a esquecer Grimaldo, sendo que Ristic até começou a época oficial, diante do FC Porto, mas saiu pouco depois para a Liga espanhola, com Roger Schmidt a ficar com duas soluções para a posição mas, ainda assim, a preferir outras soluções de recurso adaptadas como têm sido Aursnes e Morato do lado esquerdo.

"O Aursnes que seria um titular absoluto, eventualmente, tem de jogar como lateral"

No caso de Aursnes, médio, as variações no onze têm sido várias e o jogador já experimentou várias posições e perante dúvidas e incertezas que se colocam na dinâmica do Benfica, Pedro Henriques, ex-lateral das águias, lamenta a forma como Roger Schmidt coloca as peças em campo.

"O Benfica coletivamente não funciona bem", disse Pedro Henriques, em declarações na Sport TV, notando que, na frente, o Benfica tem jogadores que estão em campo "a passo".

"O Benfica joga devagar, os jogadores do Benfica querem todos jogar com a bola no pé, normalmente, não fazem receções orientadas para a frente, na frente jogam demasiado tempo a passo e não faz sentido", analisou o ex-futebolista.

"O Benfica não ataca pela esquerda no sentido de criar desequilíbrios", identificou Pedro Henriques, realçando que, do lado direito, Aursnes tem sido utilizado, sendo que poderia jogar mais na frente.

"Pela direita, o Aursnes que seria um titular absoluto, eventualmente, tem de jogar como lateral", comentou o antigo lateral do Benfica, que representou outros clubes, deixando no ar uma ideia para reflexão.

"Uma equipa de topo que joga com laterais adaptados à 12.ª jornada e tem sido quase sempre assim", disse Pedro Henriques na análise ao Benfica de Roger Schmidt.

"O Jurásek foi, para já, uma contratação falhada. E eu acho que ele tem potencial mas, já disse, o Ristic era melhor lateral, para mim, mas a opção foi diferente. Temos a questão do Bernat que fez seis jogos e uma média de 40 minutos por jogo. É preocupante", concluiu.