Portugal
Benfica e SC Braga defrontam-se pela primeira vez numa final da Taça de Portugal
Redação
2021-03-04 23:30:00
Águias no jogo decisivo pela 38.ª vez, sétima presença para os guerreiros do Minho

O Benfica, que vai para a 38.ª final, e o Sporting de Braga, apurado para a sua sétima, vão defrontar-se pela primeira vez na final da Taça de Portugal em futebol, marcada para 23 de maio.

Os ‘encarnados’ garantiram hoje o apuramento, ao vencerem em casa o Estoril Praia por 2-0, após o triunfo fora por 3-1, enquanto os ‘arsenalistas’ qualificaram-se na quarta-feira, com um 3-2 no Dragão, depois do 1-1 na receção ao FC Porto.

Nas anteriores 37 presenças na final, o clube da Luz, que é o recordista de vitórias, com 26, defrontou FC Porto (10 vezes), Sporting (oito), Vitória de Setúbal (quatro), Académica, Belenenses e Boavista (três), Vitória de Guimarães (duas) e Atlético, Estoril Praia, Rio Ave e Sporting da Covilhã (uma).

Por seu lado, os ‘arsenalistas’, vencedores da competição em 1965/66 e 2015/16, mediram forças com FC Porto (três vezes), Sporting (duas) e Vitória de Setúbal (uma).

No extinto campeonato de Portugal, que antecedeu à Taça de Portugal, apenas há o registo de presenças do Benfica na final, num total de quatro, entre 1929/30 e 1937/38, contra nenhuma dos bracarenses.

As duas formações também nunca se defrontaram na final da Taça da Liga, apesar de o Benfica somar sete presenças e o Sporting de Braga quatro – estiveram, juntos, na decisão de 11 das 14 edições, falhando apenas em 2007/08, 2017/18 e 2018/19.

O único registo de um encontro decisivo entre os dois conjuntos aconteceu na Supertaça Cândido de Oliveira, que não tem final, já que é um jogo único, entre o vencedor do campeonato e o vencedor ou o finalista vencido da Taça de Portugal.

Nessa competição, Benfica e Sporting de Braga discutiram o troféu a abrir a época 2016/17, com as ‘águias’ a imporem-se aos ‘arsenalistas’ por 3-0, num embate disputado no Estádio Municipal de Aveiro, em 07 de agosto de 2016.

O argentino Franco Cervi, aos 10 minutos, o brasileiro Jonas, aos 75, e Pizzi, aos 90+2, apontaram os tentos dos comandados de Rui Vitória, face a um conjunto liderado por José Peseiro.

Em relação a esse jogo, podem repetir a presença nas ‘águias’ Cervi, Pizzi, Grimaldo e Samaris, enquanto André Horta, que então jogava no Benfica, e Rafa, na altura jogador do Sporting de Braga, têm a possibilidade de jogar com outra camisola.

O encontro entre o Benfica e o Sporting de Braga, correspondente à final da 81.ª edição da Taça de Portugal em futebol, está marcado para 23 de maio, ainda em local desconhecido.

Devido à pandemia da covid-19, a final da edição 2019/20 foi deslocada do Estádio Nacional, no Jamor, o que não acontecia desde 1982/83 – a final disputou-se no Estádio das Antas, no Porto, no início de 1983/84 -, tendo-se disputado em Coimbra.