Portugal
António Freitas avança com "ação de despejo” contra a SAD do Desportivo das Aves
Redação
2020-08-04 17:25:00
Presidente do clube avense fala em “show-off” e garante que vai “acertar uma estratégia” para afastar a SAD

Com a falha da entrega do recurso ao veto de inscrição às competições profissionais, o Desportivo das Aves vai ser despromovido ao Campeonato de Portugal.

António Freitas, presidente do clube, não se mostra surpreendido pelo facto de a SAD avense não avançar com o recurso e fala em “show-off”.

“Eles já sabiam que não havia volta a dar a isto e nos últimos dias deixaram de atender os advogados do clube que queriam ajudar. Foi tudo show-off, como se costuma dizer”, afirmou o presidente ao jornal Record.

Ao mesmo tempo, o dirigente garante que vai pôr “uma ação de despejo” à SAD do Desportivo das Aves e que irá acertar uma estratégia para se ver “livres deles”.

“A partir de agora vamos acertar uma estratégia para nos vermos livres deles.  O que vamos fazer agora é pôr uma ação de despejo e eles já nem entram no estádio. Mandei mudar todas as fechaduras com a devida autorização”, revelou.

Confirmada a descida para o Campeonato de Portugal, António Freitas duvida que a SAD vá conseguir cumprir com os pressupostos para jogar no terceiro escalão do futebol português.

Assumindo que não vai perdoar “um cêntimo” à SAD, o dirigente refere que os últimos acontecimentos davam para “um filme” e deixa uma mensagem aos adeptos do Desportivo das Aves.

“O Aves não vai acabar, disso podem ter a certeza. Vou ouvir todos os pareceres jurídicos, perceber o que podemos fazer e se tiver de inscrever uma equipa nas distritais para vir dali acima outra vez, aí isso faremos e sem problemas”, concluiu.

Esta tarde, em declarações à Renascença, António Freitas refere que há “qualquer coisa muito obscura” no Desportivo das Aves e pede uma investigação a este caso.