Portugal
André Santos e Marco Matias recusam propostas de renovação do Belenenses SAD
2020-08-04 14:15:00
Informação avançada por Rui Pedro Soares

O médio André Santos e o avançado Marco Matias, que representaram o Belenenses SAD na I Liga portuguesa de futebol 2019/20, não aceitaram as respetivas propostas de renovação, revelou hoje o presidente dos ‘azuis’, Rui Pedro Soares.

“Em relação ao André Santos e ao Marco Matias, assim como a todos os jogadores que estavam a acabar contrato, nós fizemos uma proposta de renovação. Tanto um caso, como o outro, não aceitaram a proposta de renovação feita em maio passado, portanto, desde aí que começámos a trabalhar noutras soluções”, explicou Rui Pedro Soares, em conferência de imprensa virtual, à margem do anúncio da renovação contratual com o treinador Petit.

Petit, que vai continuar no cargo após ter substituído Pedro Ribeiro em janeiro, embora sem ter sido divulgada a duração do vínculo, ressalvou que os ‘alvos’ do Belenenses SAD para reforçarem o plantel já estão “identificados”.

“Estamos a trabalhar no sentido de formar um bom grupo, que vai ao encontro do que o treinador pede. Queremos dar um salto qualitativo, acreditamos no nosso trabalho e no que o clube nos pode oferecer”, disse Petit, que considerou que orientar uma equipa desde o início da temporada “é mais fácil”, pois permite tempo para trabalhar as ideias.

O objetivo da formação lisboeta passa por construir “uma equipa forte, com qualidade e identidade de jogo”, enumerou Petit, que já viu serem oficializadas as saídas do avançado Licá, melhor marcador do Belenenses SAD nas duas últimas temporadas, bem como do guarda-redes Koffi, emprestado pelos franceses do Lille, seguindo-se novo empréstimo, aos belgas do Mouscron.

O protocolo com o Lille, realizado no verão passado, foi abordado pelo presidente dos ‘azuis’, depois das notícias que ligam o clube francês ao Boavista, explicando que o objetivo passou por empréstimos de jogadores, nos quais se destacaram Koffi e o médio Show, titulares no Belenenses SAD durante a época.

“É sabido que o Lille procurava um clube para comprar aqui em Portugal. O Belenenses SAD não está à venda. O nosso projeto é de longuíssimo prazo e está apenas agora a começar. Qualquer parceria que passe pela alienação de capital social no Belenenses SAD é impossível”, avisou.

A próxima temporada vai ser marcada pelo regresso de Jorge Jesus ao comando técnico do Benfica, que mereceu um comentário de Petit, com o ex-futebolista dos ‘encarnados’ a enaltecer a importância de ter “treinadores com qualidade, que ganham títulos, vão lá fora, têm enorme sucesso e regressam a Portugal”.

“O nosso futebol é bom, acho que desvalorizamos demais o nosso futebol. Acho que temos muita qualidade e muito a aprender ainda. Somos um país pequeno, mas formamos bem e valorizamos o nosso produto”, afirmou.

O Belenenses SAD tem previsto iniciar os trabalhos com vista à próxima temporada entre os dias 13 e 14 de agosto, usufruindo de cerca de quatro semanas de trabalho até ao início da I Liga 2020/21, apontado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) para o fim de semana de 20 de setembro.