Portugal
"Andar a oferecer-me a clubes... Nunca atropelei ninguém na vida", diz Pepa
Redação
2021-03-29 16:50:00
Pepa não esconde que há clubes da I Liga que gostaria de treinar

Pedro Miguel Marques da Costa Filipe, conhecido simplesmente por Pepa, é, aos 40 anos, um dos treinadores do campeonato português de maior cartaz, tendo já sido colocado na rota do FC Porto.

Pepa assume que não pensa em projetos de futuro que não sejam certos e por isso prefere focar-se, para já, no Paços de Ferreira até final da temporada e logo depois se verá o que aí vem.

"Acima de tudo, quero estar num sítio onde seja desejado e, se possível, possa lutar por títulos. No entanto, reforço isto: eu nunca atropelei ninguém na vida. Andar a oferecer-me a clubes, isso não existe", esclarece Pepa.

O atual treinador do Paços de Ferreira não esconde, porém, que treinar Benfica, FC Porto, Sporting, Vitória ou SC Braga, lhe agradaria. "Em Portugal, os cinco que todos querem são Benfica, FC Porto, Sporting, SC Braga e Vitória".

No entanto, Pepa explica que não só em Portugal mas também pelo estrangeiro vê clubes atrativos para desempenhar as suas funções e montar um projeto. "Há todo um mundo lá fora de competitividade, de condições e jogadores de excelência", realça Pepa que, para já, pensa no Paços de Ferreira, que tem sido a equipa sensação do campeonato.

Os 'castores' seguem nos lugares cimeiros da classificação e Pepa não esconde que é possível sonhar com um apuramento europeu, até porque os pacenses estão nessa luta, longe dos lugares de descida, afinal a primeira meta da época pacense.

"É algo em que acredito muito. Quem pensa pequeno nunca vai atingir coisas grandes. Já atingimos a permanência, o principal objetivo. A partir do momento que estamos perto de atingir mais um feito histórico, não vamos deixar de assumir que é um objetivo".

Em entrevista ao jornal O Jogo, Pepa sublinha que se a turma de Paços de Ferreira não terminar a época em zona europeia 'não virá mal ao mundo'.

"Não é drama nenhum se não conseguirmos. É mau, neste momento, cairmos para sétimo ou oitavo? É, mas não é drama algum."

Acima de tudo, Pepa entende que é preciso "tentar". E tentar é o que vão fazer os jogadores do Paços de Ferreira, como garante o seu timoneiro.

Na conversa Pepa falou ainda do caso dos jogadores do Paços de Ferreira que violaran as regras de confinamento e foram presentes a tribunal.

"Zelamos tanto, gasta-se tanto dinheiro, somos tão cuidadosos... é inadmissível o que foi feito", referiu Pepa, compreendendo que erros todos cometem mas é preciso sofrer as consequências.

"Eu fiz algumas loucuras com 18, 19 anos e nos vintes, e paguei por isso. Eles é que sabem da vida deles", salientou Pepa, admitindo que ainda não conversou com os jogadores.

"Talvez daqui a um ano ou dois não estão na primeira nem na segunda liga, mas isso... cada um segue o seu caminho".

A este respeito, recorde-se, o Paços de Ferreira já fez saber em comunicado que pretende "instaurar um processo disciplinar aos referidos atletas, de acordo com as suas normas internas de funcionamento".